Outubro 03, 2018

Debate na NSC: horário bom para alguns candidatos fracos

 Debate na NSC: horário bom para alguns candidatos fracos

As afiliadas da Rede Globo abriram espaço com audiência em alta, nesta terça, 2, logo após a novela, para reunir os candidatos a governo. Em Santa Catarina, seis foram convidados, três compareceram para fazer número e proselitismo de segunda categoria. Mauro Mariani, Gelson Merísio e Décio Lima - os três primeiros nas pesquisas realizadas pelo Ibope - fizeram o possível para validar suas propostas de campanha e entregaram bem seus conteúdos.

Para sorte dos telespectadores, dois blocos foram de perguntas livres o que gerou momentos de estratégia e tensão, quando Merísio disse que Mariani recebeu 3 milhões para a campanha do "seu candidato a presidente" e Mariani devolveu dizendo que  Merísio era oportunista ao abrir o voto para Jair Bolsonaro.

Mais tarde, voltaram a trocar farpas, com Mariani dizendo que Merísio se diz contra as secretarias regionais, mas indicou 76 pessoas. E negando que faz parte do governo de Eduardo Moreira ,mas tem a sogra na secretaria. Esses momentos entre eles acabaram deixando candidato do PT em terceiro plano.

O conteúdo do debate está analisado na coluna de Roberto Azevedo (aqui). Sob o ponto de vista técnico, o programa da NSC foi correto, sem erros, com corte de imagens sugerido pela Globo - onde só é mostrado quem esta falando. Isso diminuiu a dimensão do estúdio, só visualizada na abertura e final de blocos. Mario Motta foi o condutor correto, no programa que cumpriu a proposta da emissora, separou os candidatos reais dos aventureiros e se foi visto por indecisos pode ter ajudado na definição do voto.   

Tags:
multimidia claiton selistre bastidores comunicação TV rádio jornal
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Claiton Selistre

Claiton Selistre

Jornalista formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, foi diretor de Jornalismo por 25 anos da RBS TV, TVCom e Rádio CBN/Diário em Santa Catarina. Antes atuou na  Rádio e TV Gaucha do grupo RBS e em redações de jornal, rádio e tv do grupo Caldas Jr. em Porto Alegre. Foi também repórter da na Sucursal do Jornal do Brasil. Planejou e Coordenou coberturas multimídia nas Copas do Mundo de Futebol na Alemanha, Argentina, Espanha, México, Itália, Estados Unidos, França e Japão/Coréia. Dirige a Making of há seis anos.

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!