Julho 23, 2020

A pandemia já mudou o jornalismo

A pandemia já mudou o jornalismo

As dificuldades da pandemia acabaram provocando grandes mudanças na mídia. O que antes era “proibido” por conceito agora é aceitável. Já é hábito colocar um entrevistado via internet, com a imagem nem sempre de qualidade, em troca da boa informação.

Só assim foi possível preencher os programas locais que ganharam mais tempo na grade. Em muitos casos, as equipes foram reduzidas e os profissionais tiveram salários reduzidos. E superaram as dificuldades com esforço e criatividade.

 

Bom Dia

O novo jornalismo não é o que virá depois da pandemia, está sendo feito agora. Entre os noticiosos que tiveram up grade – de tempo e conteúdo – está o Bom Dia Santa Catarina. O telejornal ganhou relevância devido a pauta de suas entrevistas. A ponto de ser importante para quem começa o dia focado nos principais assuntos.

Por um erro estratégico da ND, que ao demitir gente e reduzir custos, cortou o SC No Ar, deixando o programa da NSC sozinho no mercado.

 

JA

 

 

Ao meio-dia, as emissoras regionais têm confronto direto pela audiência, com vantagem para o Jornal do Almoço. O seu conteúdo acabou modificado por obrigação de acompanhar a pandemia, abandonando aqueles quadros estilo “quero saber”, cujas participações sofríveis eram esticadas para preencher tempo. O momento mostra que eram descartáveis.

SBT e ND disputam o segundo lugar à distância, com cerca de 10 por cento de audiência. Não descobriram a fórmula para conquistar os assistentes fiéis do JA.

 

Posição

A linha editorial da NSC e ND, os principais players do mercado embora o SBT divulgue que nos primeiros seis meses foi segundo colocado – suportado pela programação Sílvio Santos – continuam em uma fase crítica ao Governo do Estado.   

As diferenças, no entanto, estão no conteúdo: enquanto a NSC é mais crítica à gestão do controle da Covid-19, a ND bate fortemente no impeachment de Moisés, seja qual for o motivo dos cinco pedidos que estão na Alesc. Os comentaristas políticos, as reportagens e os âncoras estão focados nessa linha, de modo que o governador não for impedido a ND terá falhado na sua posição.   

Tags:
multimidia claiton selistre bastidores comunicação TV rádio jornal
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Claiton Selistre

Claiton Selistre

Jornalista formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, foi diretor de Jornalismo por 25 anos da RBS TV, TVCom e Rádio CBN/Diário em Santa Catarina. Antes atuou na  Rádio e TV Gaucha do grupo RBS e em redações de jornal, rádio e tv do grupo Caldas Jr. em Porto Alegre. Foi também repórter da na Sucursal do Jornal do Brasil. Planejou e Coordenou coberturas multimídia nas Copas do Mundo de Futebol na Alemanha, Argentina, Espanha, México, Itália, Estados Unidos, França e Japão/Coréia. Dirige a Making of há seis anos.

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!