Julho 20, 2020

A pressão dos respiradores, vacinas e e-commerce

A pressão dos respiradores, vacinas e e-commerce

Até agora, quando a CPI dos respiradores vai para uma das últimas reuniões, amanhã, 21, e que as investigações estão paradas em Brasília, devido ao recesso da Justiça, não há nada de novo no negócio de 33 milhões de reais. Existe uma força política que tenta provar que Carlos Moisés sabia antecipadamente do negócio furado e uma defesa sistemática do governo, que mostra, por enquanto, nada mais do que desorganização nos bastidores no centro da crise.

Até as respostas por escrito de Moisés (ver aqui) foram usadas para a busca de provas contra ele pelo deputado Ivan Naatz, relator da CPI, com apoio de parte da mídia convencional. Seria ilógico pensar que alguém iria escrever um calhamaço para se incriminar.

Assim, o debate segue político e vai continuar até que seja concluída a investigação oficial. A verdade é que o público merecia uma resposta muito mais rápida.

 

Governo x prefeitos

Com um vídeo veiculado na sexta-feira passada, Moisés pareceu decidido a voltar ao centro de combate à pandemia. Existem prefeitos que estão tomando medidas efetivas, outros que resistem e cobram ações do Estado por falta de coragem para iniciativas duras em ano eleitoral.

Há uma visível intenção de repassar adiante o ônus ao diminuir a flexibilização. Não resta, assim, outra alternativa ao Estado senão empurrar goela abaixo ações para preservar vidas.

No fim-de-semana, uma prova do quanto é difícil a equação de ações sanitárias x empresariado, várias entidades já se queixavam das restrições que iriam começar hoje, 20, na Capital, incluindo a interrupção do transporte coletivo. Justamente um dos responsáveis pelo pico de casos de Covid-19 no momento.

 

Desserviço

As notícias sobre os estudos de várias vacinas contra o novo coronavírus são muito positivas. Tudo indica que iniciaremos 2021 com gente já em imunização.

O debate sobre os estudos, no entanto, tem opiniões fora da curva, como ontem no Manhattan Connection, da GloboNews. Respondendo a uma provocação do âncora Lucas Mendes, o comentarista econômico Ricardo Amorim disse que não tomaria, de jeito nenhum, a vacina do Trump e a chinesa. O presidente americano foi um dos que mais investiu em laboratórios que estudam vacinas e os chineses, em cujo país começou a agir o novo coranavírus, tem o máximo interesse nas descobertas.

Por isso, a opinião de Amorim é preconceituosa e um desserviço nesta hora de crise.

 

Comércio & internet

Em entrevista ao jornal da CBN primeira edição desta segunda, o antropólogo Michel Alcoforado, do site Consumoteca, deu alguns dados importantes sobre consumo e internet:

 

- as pessoas estão com vontade a consumir, mas não se sentem seguras em termos financeiros ou sanitários;

- as classes populares são as mais ansiosas a voltar às compras;

- os mais ricos não vão voltar tão facilmente;

- 39 por centos dos brasileiros adaptaram ou fizeram alguma coisa em suas casas desde o início da pandemia;

- 42 milhões de pessoas nunca entraram na internet;

- 70 milhões não têm internet ou pacote eficaz de dados;

- 40 milhões de usuários do e-commerce nunca tinham feito esse tipo de compra e devem continuar consumindo via internet no novo normal.

Tags:
multimidia claiton selistre bastidores comunicação TV rádio jornal
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Claiton Selistre

Claiton Selistre

Jornalista formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, foi diretor de Jornalismo por 25 anos da RBS TV, TVCom e Rádio CBN/Diário em Santa Catarina. Antes atuou na  Rádio e TV Gaucha do grupo RBS e em redações de jornal, rádio e tv do grupo Caldas Jr. em Porto Alegre. Foi também repórter da na Sucursal do Jornal do Brasil. Planejou e Coordenou coberturas multimídia nas Copas do Mundo de Futebol na Alemanha, Argentina, Espanha, México, Itália, Estados Unidos, França e Japão/Coréia. Dirige a Making of há seis anos.

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!