Dezembro 19, 2018

A verba da comunicação e a publicidade catarinense

A verba da comunicação e a publicidade catarinense

O ano vai terminando com uma sombra escura no horizonte do mercado publicitário catarinense. A suspensão do edital do governo ainda de 2017, devido a questionamentos do Tribunal de Contas (ver aqui), foi quase uma pá de cal em algumas operações que dependiam da verba.

Não só o TCE foi o entrave, mas já havia afirmações que agências não contempladas iriam embargar a licitação. Ou seja, verba em disputa, nada de consenso.

A Ação suspensiva foi um pedido do governo de transição de Carlos Moisés. Se o edital segue adiante iria, de qualquer maneira, passar a sua gestão contemplando agências que certamente ele não conhece. Aliás, até esse momento, a questão da Comunicação ainda não é um item prioritário do novo governo, embora já tenha indicado o jornalista Ricardo Dias para a SECOM. Muito provavelmente o futuro da verba destinada a Comunicação será administrada por gente próxima a Moisés e que tem a chave do cofre.

É certo que o Governo vai precisar se comunicar e se relacionar com o público, mas tem evitado, até o momento, conversas mais próximas sobre o tema. A expectativa do mercado não é boa, porém não existe informação definitiva sobre o tamanho e o formato do que virá. Moisés, no fundo, sabe que se elegeu sem a mídia, a não ser a digital, e comenta-se nos bastidores que se assustou com incursões predatórias de alguns profissionais antes de sua campanha decolar. Certamente esses não representavam o todo.

O certo é que até agora, o mercado publicitário catarinense era afeito a Midas, pessoas que participavam das campanhas dos governantes e depois ficavam com a maior parte das verbas. Isso já mudou.

Quem até agora esperava esta verba do governo para se salvar, ou seguir adiante, não vai ter um bom réveillon. Quem se preparar para um 2019 sem a receita do governo pode se dar melhor. E isso é um tremendo desafio, em um mercado que não terá o mesmo tamanho e poderá não abrigar a todos.

Tags:
multimidia claiton selistre bastidores comunicação TV rádio jornal
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Claiton Selistre

Claiton Selistre

Jornalista formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, foi diretor de Jornalismo por 25 anos da RBS TV, TVCom e Rádio CBN/Diário em Santa Catarina. Antes atuou na  Rádio e TV Gaucha do grupo RBS e em redações de jornal, rádio e tv do grupo Caldas Jr. em Porto Alegre. Foi também repórter da na Sucursal do Jornal do Brasil. Planejou e Coordenou coberturas multimídia nas Copas do Mundo de Futebol na Alemanha, Argentina, Espanha, México, Itália, Estados Unidos, França e Japão/Coréia. Dirige a Making of há seis anos.

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!