Dezembro 21, 2017

A internet busca passo adiante na forma. Por Claiton Selistre

Segundo artigo sobre a mídia em direção ao futuro*

Embora tenhamos a proteção do Marco Civil, o movimento que ocorre nos Estados Unidos contra a neutralidade da internet dificilmente deixará de nos afetar mais cedo ou mais tarde. As grandes corporações, em especial de Telecomunicações, estão a ponto de colocar mão na forma como vamos receber e pagar os serviços em um futuro muito breve. O meio tenderá a ser menos democrático do que hoje, mais manipulado pelo interesse dos provedores, de modo que poderemos ter saudades do modelo atual apesar de todos os defeitos.

É possível imaginar que iremos dar um salto para o desconhecido e também acreditar que surja outra forma de comunicação, que restitua aquilo que vamos perder na nossa soberania sobre o que escrevemos e lemos.

O jogo é pesado e decisivo, pois hoje, desde muito pequenos, nossos filhos e netos já têm no tablet ou no celular a forma de acompanhar informações, que não mais aquelas que dominavam nossa vida, como rádio, jornal e TV. O que é informação para essas novas gerações? Não é mais aquilo que a mídia tradicional produz e pode ser que não seja o que vem por aí depois da quebra da neutralidade. É um enigma e quem decifrar o que deseja a esfinge, como na fábula freudiana, ganha o reino dos céus e da terra.  

*Claiton Selistre é jornalista.

Tags:
multimidia claiton selistre bastidores comunicação TV rádio jornal
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Claiton Selistre

Claiton Selistre

Jornalista formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, foi diretor de Jornalismo por 25 anos da RBS TV, TVCom e Rádio CBN/Diário em Santa Catarina. Antes atuou na  Rádio e TV Gaucha do grupo RBS e em redações de jornal, rádio e tv do grupo Caldas Jr. em Porto Alegre. Foi também repórter da na Sucursal do Jornal do Brasil. Planejou e Coordenou coberturas multimídia nas Copas do Mundo de Futebol na Alemanha, Argentina, Espanha, México, Itália, Estados Unidos, França e Japão/Coréia. Dirige a Making of há seis anos.

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!