Julho 28, 2020

ALESC adia leitura do processo de impeachment de Moisés

ALESC adia leitura do processo de impeachment de Moisés

O presidente da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, ALESC, deputado Júlio Garcia, vai esperar parecer jurídico antes de ler em plenário a representação pelo impeachment do governador Carlos Moisés. O ato estava previsto para esta terça-feira, 28. Ontem, a defesa do governador encaminhou documentos ao legislativo levantando suspeições sobre a legitimidade do autor da denúncia, o defensor público Ralf Zimmer.

O documento produzido pelo advogado Marcos Fey Probst não é uma defesa formal do processo, mas diz que o autor do pedido não teria si uma condenação penal.

Zimmer Junior, apontou crime de responsabilidade por parte do governador Moisés, da vice Daniela Reinehrne do secretário de Administração, Jorge Tasca, no aumento de salários concedido a procuradores do Estado sem consulta ao legislativo.

A denúncia foi admitida na quarta-feira da semana passada, quando Garcia acatou parecer da Procuradoria Jurídica da Alesc. Hoje, o presidente da Alesc não quis se manifestar sobre o documento enviado pela defesa de Moisés. Ele também tem evitado falar sobre o processo de impeachment pois vai conduzir o processo nesta primeira fase.

Se forem oficialmente notificados, Moisés, Daniela e Tasca terão dez sessões ordinárias, contadas a partir da data da notificação, para apresentar defesa prévia à Assembleia.

Tags:
Radar MakingOf
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Redação Making Of

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!