Setembro 11, 2017

Alessandra Flores aproveita chance no Globo Esporte

Muitos profissionais têm chances por acaso, em uma emergência ou eventualidade, como férias do titular. É o caso de Alessandra Flores, repórter esportiva da NSC, que desde o início do feriadão de 7 de Setembro teve a oportunidade de apresentar o Globo Esporte. A presença e simpatia dela deram uma animada no programa, em especial quando interagiu com o comentarista Rodrigo Faraco.

O titular do espaço desde a saída de Suyanne Quevedo é Alisson Francisco, mas se a emissora decidir manter Alessandra na apresentação e colocar o atual âncora na reportagem estará acertando duas vezes.

Dá para conferir a atuação da Alessandra esta semana ainda, ela estará no ar até quarta-feira, 13.  

  • Faraco

O que se faz quando o âncora titular é um ícone e o substituto está pedindo passagem com boas atuações? Está chegando a hora de decidir na NSC: Raphael Faraco está pronto para assumir novos desafios.

  • Smartphonemania

O uso de celular para internet já supera o número de acessos via computador. É um fenômeno mundial, porém é visível que por aqui o smartphone virou uma mania, levando os usuários a medidas extremas como consultá-lo no cinema, na hora das refeições e levá-lo às compras no Direto do Campo carregando-o como se fosse uma relíquia na bandeja. Não importa o tamanho ou a marca, interessa que nele se faz o que quiser, de pagar uma conta até falar com outra pessoa a milhares de quilômetros ou a poucos metros.

"Onde você está?", diz alguém para procurar o par no supermercado.

Já ouviram isso quantas vezes?

O que falta neste momento para muitos provedores e profissionais de marketing é criar produtos específicos para esses usuários fanáticos e muitas vezes apressados.   Cada vez surgem mais "especialistas" digitais para surfar a onda, porém a equação está longe de ser resolvida.

  • Noveleiros

A novela continua sendo o produto diferencial no horário nobre das redes de TV. Nesse ponto a Globo está com vantagem no momento, pois as três novelas emplacaram. "Novo Mundo" é um grande destaque ao misturar ficção com pinçadas da história brasileira da época de D. Pedro I. O capítulo de 7 de setembro que mostrou o "Grito de Independência" foi uma obra-prima do gênero, em matéria de reconstituição e oportunidade.

  • Corrupção

Não é possível deixar de acompanhar os noticiosos sobre corrupção. Se perder um dia fica por fora, tais as mudanças de enredo que nem o novelista mais prodigioso poderia criar. O difícil neste momento é acreditar na inocência dos citados. Nesse ponto a imprensa regional tem sido tão alheia quanto possível: alguns espaços assinados sequer registraram os últimos fatos envolvendo políticos locais. Parece caso de optar por servir a dois senhores. A mensagem bíblica diz que isso é impossível  "pois há de odiar um e amar o outro." No caso não haveria ódio nenhum.

Claiton Selistre é jornalista.

Tags:
multimidia claiton selistre bastidores comunicação TV rádio jornal
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Claiton Selistre

Claiton Selistre

Jornalista formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, foi diretor de Jornalismo por 25 anos da RBS TV, TVCom e Rádio CBN/Diário em Santa Catarina. Antes atuou na  Rádio e TV Gaucha do grupo RBS e em redações de jornal, rádio e tv do grupo Caldas Jr. em Porto Alegre. Foi também repórter da na Sucursal do Jornal do Brasil. Planejou e Coordenou coberturas multimídia nas Copas do Mundo de Futebol na Alemanha, Argentina, Espanha, México, Itália, Estados Unidos, França e Japão/Coréia. Dirige a Making of há seis anos.

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!