Dezembro 05, 2018

As escolhas e as inspirações do arquiteto Gabriel Bordin

As escolhas e as inspirações do arquiteto Gabriel Bordin
Fotos Mariana Boro

O arquiteto Gabriel Bordin faz parte da nova geração de profissionais catarinenses que vem se destacando no mercado. Na mais recente edição da CASACOR Santa Catarina / Florianópolis 2018 ele apresentou ao público a Casa Ônix by Karsten, uma construção horizontal totalmente aberta para o verde do entorno e focada na busca pelo refúgio, perfeita para a desconexão.

O projeto ganhou o prêmio do júri técnico da mostra como Destaque Tema A Casa Viva - Garantindo o Futuro do Planeta.

Nesta entrevista, Gabriel fala sobre suas inspirações, as novidades tecnológicas e os motivos da escolha pela Arquitetura, entre outros assuntos:

 

 

Seu projeto na CASACOR Santa Catarina / Florianópolis 2018, encerrada recentemente, estava focado no tema refúgio. Você percebe esse desejo entre os clientes?

Sem dúvida, acredito que está muito presente. E o lar das pessoas sempre teve essa característica de refúgio. Percebo que essa busca por um lugar de conforto e introspecção vem aumentando a cada dia. Acho que o luxo e a sofisticação já deixaram de ser pré-requisitos. Os espaços têm se voltado para o bem-estar, em um lugar para estar consigo mesmo. Essa tem sido uma pauta inicial dos projetos.

 

 

Como a arquitetura pode materializar o sentimento de resguardo?

Como a própria Casa Ônix deixou claro, não é necessariamente nos enjaulando que a gente se sente protegido ou resguardado. É um espaço para a gente se encontrar e se sentir bem, que transmita a sensação de casa e aconchego. Isso tem vindo também nas escolhas funcionais e que, dentro da loucura do dia a dia, nos transmita um pouco de calma.

 

 

Mesmo com uma corrente em busca de desconexão, as casas estão cada vez mais tecnológicas. Quais são os benefícios neste sentido?

O sentido de desconexão não deve nos deixar alienados em relação às vantagens tecnológicas e à modernidade de forma geral. Devemos saber dosar e saber até que ponto isso pode nos ajudar ou quando a conexão é exagerada. Vários elementos da arquitetura estão mais modernos e mais práticos. E saber tirar partido de uma forma que isso não seja um pré-requisito para estar 100% conectado.

 

Entre as características do seu trabalho estão o minimalismo e as cores neutras. Quais os motivos para estas escolhas?

O minimalismo volta à questão de trazer na arquitetura, no mobiliário e no design as linhas simples, que tornam o espaço contemporâneo, que daqui há 10 ou 20 anos continue atual, sem se tornar refém de tendências e modismos. A paleta de cores nem sempre é clara ou neutra, mas cria uma composição sem um vencimento rápido, por exemplo. A ideia é criar um invólucro que seja durável ao longo dos anos e resistente às alterações.

Temos visto em vários projetos a criação de áreas verdes, principalmente em apartamentos. Como você observa esta tendência?

Os jardins verticais facilitaram a forma de levarmos a natureza para dentro dos apartamentos. Neste sentido, ficou mais fácil dar às sacadas uma cara de jardim ou quintal. O verde traz ainda alegria e conforto para a casa e as novas tecnologias e sistemas têm auxiliado muito neste sentido.

O que o levou a escolher a Arquitetura?

Meu pai é arquiteto, desde pequeno eu via ele projetar. E foi assim que criei um carinho grande pelo desenho, pela arquitetura, pelo traço manual já que na época se usava a prancheta e não os softwares de hoje. Eu, inclusive, queria ter mais tempo para desenhar, como era feito no passado. Minha família também sempre trabalhou no segmento do mobiliário e decoração. É uma paixão de criação nessa arte que engloba de tudo um pouco.

De onde vêm suas inspirações?

Vêm do dia a dia, do cotidiano, das nossas experiências. Sempre fui uma pessoa muito curiosa, quando via algo queria saber como funcionava. Estes questionamentos refletem no trabalho que a gente desenvolve hoje no sentido de entender porque as coisas funcionam, porque não fazermos diferente, para tornarmos melhor e mais prático nosso trabalho e, consequentemente, nossos projetos. E enaltecendo coisas que nos favorecem, que a gente gosta. Ou então derivar isso ou nortear para o interesse do cliente.

E quais são os profissionais que te inspiram?

Muitos, mas entre os principais estão Isay Weinfeld, Arthur Casas, Marcio Kogan e Guilherme Torres. Eles trabalham muito bem as linhas puras, da forma pura. Você consegue ler bem os traços, identificar a ideologia da volumetria e o fluxo dos projetos, casados naturalmente com o meio onde estão inseridas. Mesmo que seja uma obra monumental o objetivo foi alcançado de forma simples.

 

 
Ping-pong
 
O que você não fica sem: Café

Uma mania: Mandar mensagens de áudio, ao invés de texto... por menor que ela seja! (risos)

O que mais admira: O natural

O que não suporta: Exageros

Um lugar: Chicago (EUA)

Uma palavra: Novidade, sou movido por isso!

Uma saudade: Meu intercâmbio, aos 16 anos

Uma viagem: Tailândia

Uma bebida: Gin tônica

Comida: Polvo na brasa

Um ídolo: Meu pai!

Um hobby: Estar dentro da água, seja mar, rio ou piscina. Preciso desse contato

Felicidade pra você é: Estar com a família e amigos

Um sonho: Alçar voos em projetos internacionais.
Tags:
social entretenimento Floripa Florianópolis gente festas eventos agenda
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Yula Jorge

Yula Jorge
Jornalista graduada pela UFSC. Antes disso estudou e viveu quatro anos entre o Canadá e os Estados Unidos e quando retornou a sua terra natal, Goiânia, graduou-se pela PUC em Secretariado Bilíngue. 
Logo mudou-se para Florianópolis, ingressou na Universidade Federal, e da ilha não saiu mais. Atua como colunista desde 2012, assinou uma coluna diária no jornal Notícias do Dia por alguns anos, e, paralelamente, foi repórter da RICTV Record e Record News. Traz todos os dias o que rola de legal em Floripa: sobre quem acontece, empreende, se engaja em causas legais. O que inaugura, as festas bombásticas, as melhores casas, restaurantes, os shows, as ações bacanas e o voluntariado.

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!