Abril 15, 2019

As reações ao incêndio da catedral de Notre-Dame

As reações ao incêndio da catedral de Notre-Dame
AFP

Políticos europeus e integrantes da Igreja Católica lamentaram o incêndio na Catedral de Notre-Dame, em Paris, nesta segunda-feira, 14. A fumaça pode ser vista do topo do patrimônio considerado uma referência histórica da capital francesa.

Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize o link https://www.otempo.com.br/mundo/fogo-na-catedral-de-notre-dame-teria-come%C3%A7ado-na-base-da-torre-1.2168531 ou as ferramentas oferecidas na página.

O fogo foi relatado primeiro por usuários em redes sociais. De acordo com os bombeiros o fogo pode estar relacionado a uma obra que vinha sendo feita no telhado. A emissora France 2 apontou que a polícia está tratando o caso como um acidente.

Um vídeo mostra o exato momento em que a agulha da torre, de 500 toneladas de madeira, cai. A Notre-Dame é o monumento histórico mais visitado da Europa. De estilo gótico, começou a ser construída em 1163 e levou cerca de 150 anos para ser concluída.

A prefeita da cidade, Anne Hidalgo, usou a conta pessoal no Twitter para lamentar o "terrível" acidente em curso e exaltar o trabalho dos bombeiros que estão no local tentando combater as chamas. “Estamos mobilizados no local em estreita ligação com o @dioceseParis. Peço a todos respeito ao perímetro de segurança”, destacou a prefeita.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sugeriu pelo Twitter o uso de aeronaves para apagar as chamas do incêndio na Notre-Dame. "Tão horrível ver o enorme incêndio na catedral de Notre-Dame em Paris. Talvez tanques de água aéreos possam ser usados para apagá-lo. É preciso agir rapidamente!”, comentou Donald Trump, presidente dos Estados Unidos no Twitter.

Também pelo Twitter, a Defesa Civil francesa explicou que não pode utilizar aeronaves. Isso porque, segundo o órgão, o despejo de água por aviões ou helicópteros "poderia levar ao colapso integral da estrutura".

O presidente da França, Emmanuel Macron, pronunciou-se em seguida, na rede social. "A Catedral Notre-Dame sofre com as chamas. Emoção de toda uma nação. [Envio] pensamentos para todos os católicos e todos os franceses. Como todos os nossos compatriotas, estou triste esta noite de ver essa parte de nós se queimar", escreveu.

Ex-presidente francês, Nicolas Sarkozy, que dirigiu o país entre 2007 e 2012, também se pronunciou. "Sinto uma profunda tristeza diante desta tragédia. A França foi tocada em carne, em seu coração, em sua identidade, em sua história", escreveu.

A liderança da Igreja Católica afirmou, por meio de nota, que soube do incêndio com "incredulidade e tristeza" e que se solidariza com os católicos franceses e com a população de Paris. "Nós rezamos pelos bombeiros e por todos aqueles que fazem o possível diante desta situação dramática", completa a nota.

Com informações de EBC e G1; e imagens de AFP.

Tags:
comunicacao
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Redação Making Of

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!