Junho 08, 2019

Avaí não aceita pedido de desculpas da NSC

Avaí não aceita pedido de desculpas da NSC

O Avaí está novamente incomado com a maneira  como a NSC tem divulgado alguns assuntos do clube e vai se reunir nas próximas horas para deliberar sobre um novo episódio. Nese caso, o reporter Pedro Rocha, de Chapecó, comenta a decisão do TJD que deu ganho de causa ao time da capital  na discussão sobre o final do campeonato catarinense:

..."mas olha, cabe recurso, mas deu também de  campeonato catarinense.  Deixa eles com esse aval  e sem nhuma vitoria no Brasileiro. Daqui a pouco vai estar rebaixado novamente. E a Chape crescendo... disse o repórter no Jornal do Almoco de ontem, 7, ao conversar com a âncora que riu o tempo  inteiro.

Há poucos dias, a o Avai divulgado uma nota oficial de repúdio a título   na capa do Diário Catarinense destacando que o time havia espacapado da lanterna, qundo no texto e na matéria da rádio CBN o viés era que havia subido duas posições.
No caso de Chapecó, o jeito de dar força ao time local é válido, desde que se respeite os demais clubes, e que os profissinais vão acabem virando torcedores. Lugar de torcedor é na arquibancada e não ao microfone.


Já registramos aqui na coluna que Pedro Rocha é um dos melhores repórteres esportivos da nova geração. E ao entrar em um posicionamento equivocado, por falta de experiência,   é porque ninguém lhe disse que não deveria fazê-lo.  

REPÓRTER SE RETRATA
 
Antes que a direção do Avaí se reunisse para tomar uma posição hoje à tarde, o Globo Esporte divulgou nota da NSC em que o repórter Pedro Rocha se reposciona.


Diz ele: "Não tive intenção de ofender o clube, nem a torcida que respeito muito.Mas reconheço que usei expressões inadequadas e por isso peço desculpas. 


No final, a "NSC comunicação esclarece que o comentário feito pelo jornalista não representa o que a empresa pensa sobre o Avaí. Por isso pedimos desculpas à Instituição  e aos torcedores."

NOTA OFICIAL DO AVAI
Apesar da nota do grupo NSC, ao final da tarde deste sábado, 8, o Avaí divulgou nota oficial dizendo que pedido de desculpas é pouco
para o incidente. Veja a nota na integra:
 
"O Avaí Futebol Clube e seus poderes constituídos, vem a público manifestar sua completa indignação com os comentários efetuados pelo jornalista Pedro Rocha, da NSC Chapecó, em sua participação no Jornal do Almoço da última sexta-feira (7), na afiliada local.

Tentar criar clima de rivalidade entre cidades amigas, como Chapecó e Florianópolis, beira ao ridículo e é de uma irresponsabilidade imensurável.

Avaí e Chapecoense tem uma relação respeitosa e de amizade ao longo dos anos, o Avaí chegando ao seu centenário e a Chapecoense perto do seu cinqüentenário.

Além de Chapecó, o Avaí sempre procurou estabelecer uma boa relação com todas as cidades e demais clubes do futebol catarinense. Esta relação existente entre as cidades, não pode ser enxovalhada por um irresponsável, sem conhecer nossa bonita história.

A responsabilidade do Avaí é muito grande nas ações de integração estadual, já demonstrada nas estampas das camisas dos goleiros ao longo de cinco anos. Todos os municípios foram homenageados, sendo, inclusive, a primeira homenagem feita à cidade de Chapecó.

A NSC, tão zelosa em sua conduta editorial, deveria respeitar a história do futebol catarinense, um produto que é matéria prima de seu trabalho na arte de bem informar a população catarinense.

Assim como a NSC, via seus comentaristas, que contestaram a nota do Avaí a respeito da agressão sofrida pelo repórter Janniter Decordes, diga-se de passagem, efetuada por um torcedor em via pública, agressão que partiu de fora para dentro do CT, também contestamos a nota emitida pela emissora neste sábado.

O Avaí reforça que sempre repudiou qualquer forma de violência, seja física ou verbal.

O Avaí e sua torcida exigem muito mais respostas de uma emissora que tem responsabilidade de zelar pela ética e os bons costumes. Um pedido de desculpas é pouco diante de um fato tão grave como este."

Tags:
multimidia claiton selistre bastidores comunicação TV rádio jornal
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Claiton Selistre

Claiton Selistre

Jornalista formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, foi diretor de Jornalismo por 25 anos da RBS TV, TVCom e Rádio CBN/Diário em Santa Catarina. Antes atuou na  Rádio e TV Gaucha do grupo RBS e em redações de jornal, rádio e tv do grupo Caldas Jr. em Porto Alegre. Foi também repórter da na Sucursal do Jornal do Brasil. Planejou e Coordenou coberturas multimídia nas Copas do Mundo de Futebol na Alemanha, Argentina, Espanha, México, Itália, Estados Unidos, França e Japão/Coréia.

Comentários