Novembro 07, 2019

Brasil leva 90 prêmios, sendo 1 Grand Prix, no primeiro dia de festival

Brasil leva 90 prêmios, sendo 1 Grand Prix, no primeiro dia de festival

Começou ontem, 6, em Buenos Aires, Argentina, a edição 2019 do El Ojo de Iberoamérica, o maior festival internacional da criatividade publicitária das Américas e um dos maiores do mundo.

Neste primeiro dia da 22ª edição do evento, o Brasil conquistou 90 troféus – 1 Grand Prix, 13 Ouro, 37 Prata e 39 Bronze – nas competições de Gráfica, Produção Gráfica, Produção Audiovisual, Produção de Áudio & Som, Experiência de Marca & Ativação, Direto e PR.

Foram concedidos um total de 248 prêmios entre todos os países que inscreveram trabalhos neste ano. Isso sem contar o El Ojo Melhor Ideia Local, que já premia o que é considerado o melhor de cada país.

O destaque fica para um único Gran Ojo (como os Grand Prix são chamados no festival) para a publicidade brasileira: para a Artplan e a produtora de som Play it Again, na competição El Ojo Produção de Áudio & Som, com trabalho intitulado “The beatbox catalogue”, para Etna.  

Também chama a atenção entre as premiações brasileiras a competição de Produção Audiovisual, em que nosso país conquistou nada menos do que 31 troféus, dos quais 5 são de Ouro, 14 de Prata e 12 de Bronze. Os prêmios aqui foram para as agências DPZ&T (7), AlmapBBDO (5), F.Biz, Y&R e TracyLocke Brasil (3) Publicis Brasil e AKQA (2) e  Africa, W/McCann, GTB, Wunderman/Thompson, W+K e Propeg (1 troféu cada). As produtoras premiadas são Stink (8 troféus), Saigon (7), Primo/PBA e Zombie Studio (3 cada), Vetor Zero/Lobo e Madre Mia (2 cada), além de Paranoid, Prodigo, Landia/LeCube/Evil Twin, Fauna, Cave e Cine (1 cada).

A segunda competição em que o Brasil foi mais premiado no primeiro dia do El Ojo é a de Direto: 14 troféus, dos quais 1 é de Ouro, 7 de Prata e 6 de Bronze. Em Experiência de Marca & Ativação, nosso país levou 12 prêmios (4 de Prata e 8 de Bronze), enquanto em Gráfica foram 10 (2 de Ouro, 3 de Prata e 5 de Bronze). Já em Produção de Áudio & Som foram 8 premiações (3 Ouro e 5 Prata), mesma quantidade que o Brasil ganhou em Produção Gráfica (1 Ouro, 2 Prata e 5 Bronze). No El Ojo PR, nosso país levou 7 troféus (2 Ouro, 2 Prata e 3 Bronze).   

No El Ojo Melhor Ideia Local/Brasil, o trabalho vencedor é “Burn that ad”, da David para Burger King, case que tem filme produzido pela Café Royal.

Neste primeiro dia do festival, os demais ganhadores de GPs são:

Produção Audiovisual – “Robot”, da Geometry Argentina para Hoyts General Cinema de Argentina/Cinemark, com filme produzido pela Primo, com direção de cena de Nico Perez Veiga, da Argentina.

Gráfica – “Cumpleaños”, da Lola Mullen Lowe para Burger King Espanha, da Espanha.

Produção Gráfica – (são dois ganhadores de GP nessa competição) – “The gun violence history book”, da FCB Chicago, para Illinois Council Against Handgun Violence, inscrito como Estados Unidos Hispânico; e “Uma fotografia irrepetible?”, da FCB&FiRe Spain, para Trapa Chocolates, da Espanha.

Experiência de Marca & Ativação – “Pressian prices”, da Fahrenheit DDB para Supermercados Peruanos, do Peru.

Direto – “Second Chances”, da Casanova//McCann, McCann NY & McCann Canadá, para Donate Life California, dos Estados Unidos (hispânico).

PR – “The life saving soap operas”, da Circus Grey, para o Ministério da Saúde do Peru, do Peru.

O Festival Internacional El Ojo de Iberoamérica em sua edição 2019 termina na sexta-feira, 8.

Tags:
marketing
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Redação Making Of

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!