Julho 17, 2020

Caso dos respiradores está fora de pauta no momento

Caso dos respiradores está fora de pauta no momento

Enquanto no Rio de Janeiro o ex-secretário da Saúde está na cadeia e negocia delação premiada para entregar os outros responsáveis pela fraude dos respiradores, em Santa Catarina o assunto entrou em buraco negro. Parece que não houve nada por aqui e ninguém sumiu com 33 milhões de reais do Estado.

Tudo porque, em uma frase que parece não ter nenhum significado maior, a não ser citação da palavra "governador" por alguém contanto vantagem, o caso foi para o STJ, que está em recesso e só reabre em 31 de julho.

E quando reabrir, os respiradores catarinenses estão na prioridade de pauta? Seria bom pelo menos o pessoal de imprensa daqui, que tem representação em Brasília, monitorar os procedimentos do Tribunal acompanhando de cima a busca de uma solução rápida para as grandes dúvidas: quem foi o responsável afinal pela compra? Quem sabia previamente que era um golpe? Quem participou?

 

Liberdade

Dos cinco presos preventivamente, três já foram libertados. Entre eles o ex-secretário Douglas Borba e o intermediário da compra da Veigamed, Fábio Guasti. Ou seja, neste momento, não há clareza sobre os culpados, demonstrando o hiato em que vivemos com o encerramento das investigações em Santa Catarina e o envio do processo para Brasília.

Guasti deverá ser ouvido na CPI dos Respiradores da Assembléia, na semana que vem. Praticamente a última chance para os deputados mostrarem uma efetiva contribuição a elucidação do caso. 

 

Recomendação

O documento em que os técnicos da Vigilância Epidemiológica remendam à Secretaria da Saúde medidas mais restritivas para conter a pandemia revela a gravidade do momento.  O Secretário André Motta, no entanto, disse que vai aguardar o resultado das ações dos prefeitos regionalmente.

Temos visto nos últimos dias que os prefeitos têm tudo menos certeza do que fazer. Pressionado pelas “forças vivas” da comunidade, a maioria mantem as atividades, mesmo que elas favoreçam a circulação do vírus.  

Só estamos nessa crise porque há algumas semanas houve flexibilização de transporte, comércio, e outros, causando uma baixa taxa de isolamento. Sem restrições, vai continuar.

 

Comunicação

O secretário executivo de comunicação, Gonzalo Pereira, deixou o cargo para ser pré-candidato à Prefeitura de Florianópolis pelo PSL. Ficou dois meses no cargo. Antes tinha a mesma tarefa no governo Pinho Moreira. Na época tinha em mãos um levantamento de verba de divulgação da Secom que privilegiara em anos anteriores a produção de livros e assemelhados, gerando importantes verbas aos autores.

Gonzalo, ex-colega na RBS e aqui na Making Of, mandou a seguinte mensagem ontem: "Atendo a um chamado para missão. Assim devem agir os que têm compromisso com as tarefas que lhe são delegadas".

Tags:
multimidia claiton selistre bastidores comunicação TV rádio jornal
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Claiton Selistre

Claiton Selistre

Jornalista formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, foi diretor de Jornalismo por 25 anos da RBS TV, TVCom e Rádio CBN/Diário em Santa Catarina. Antes atuou na  Rádio e TV Gaucha do grupo RBS e em redações de jornal, rádio e tv do grupo Caldas Jr. em Porto Alegre. Foi também repórter da na Sucursal do Jornal do Brasil. Planejou e Coordenou coberturas multimídia nas Copas do Mundo de Futebol na Alemanha, Argentina, Espanha, México, Itália, Estados Unidos, França e Japão/Coréia. Dirige a Making of há seis anos.

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!