Março 25, 2020

CNN enfim se destaca na frente da GloboNews

CNN enfim se destaca na frente da GloboNews

A manhã desta quarta-feira, 25, foi importante para a CNN Brasil se destacar diante da sua concorrente, GloboNews, na cobertura da crise entre Jair Bolsonaro e João Doria. Desde que está no ar, há uma semana, é o primeiro momento à frente na luta pela informação em tempos de crise.

Com a condução de Pheline Siani e Mari Palma, a CNN colocou as imagens do enfrentamento na tensa reunião online, logo em seguida uma entrevista ao vivo com o governador do Espírito Santo e a coletiva do governador do Rio, Wilson Witzel.

Enquanto isso, a GloboNews dava as informações apenas de estúdio, com inúmeros apresentadores e comentaristas. Só conversa, sem imagens externas.

As duas só ficaram iguais às 12h35 quando mostraram a coletiva do governador de São Paulo. Porém, embora seja TV fechada e com facilidade em mexer na programação, a emissora da Globo interrompeu a entrevista com o governador para trocar de âncoras. Por isso, acabou perdendo a informação dada ao vivo por Doria que Bolsonaro havia cancelado o pronunciamento de hoje.

A agilidade da CNN foi operacional e dá uma saída para enfrentar a GloboNews e a grande equipe de jornalistas. Sem dúvidas, essa disputa é muito boa para quem está em casa, ainda mais em tempo de quarentena.

Tags:
multimidia claiton selistre bastidores comunicação TV rádio jornal
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Claiton Selistre

Claiton Selistre

Jornalista formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, foi diretor de Jornalismo por 25 anos da RBS TV, TVCom e Rádio CBN/Diário em Santa Catarina. Antes atuou na  Rádio e TV Gaucha do grupo RBS e em redações de jornal, rádio e tv do grupo Caldas Jr. em Porto Alegre. Foi também repórter da na Sucursal do Jornal do Brasil. Planejou e Coordenou coberturas multimídia nas Copas do Mundo de Futebol na Alemanha, Argentina, Espanha, México, Itália, Estados Unidos, França e Japão/Coréia. Dirige a Making of há seis anos.

Comentários