Abril 10, 2019

Como a Inteligência Artificial está personalizando os anúncios e modificando a publicidade

Como a Inteligência Artificial está personalizando os anúncios e modificando a publicidade

A Inteligência Artificial está rapidamente se tornando algo rotineiro em nossas vidas, mesmo que a gente não perceba claramente a interferência dessa tecnologia. Existem exemplos óbvios, como Siri, Cortana e Alexa, que todos conhecemos e muitos até usam, mas existem também outros aplicativos com tecnologias incorporadas com IA que a maioria das pessoas ainda não assimilaram, como pesquisas do Google, preços no Uber, alertas de fraude do seu banco e recomendações de filmes no Netflix.

O mais interessante é que essas inovações não estão apenas impactando o dia a dia dos consumidores, mas também tem uma grande relevância na publicidade de uma forma geral. Os anúncios agora são muito mais segmentados e personalizados, principalmente devido à enorme quantidade de dados e análises que estão sendo realizados em tempo real. Ao implementar a IA dentro de suas estratégias de publicidade, as marcas podem obter os produtos certos diante dos consumidores corretos. E o melhor: no momento em que eles estão mais propensos a comprar.

O fato é que a Inteligência Artificial está avançando em um ritmo bem acelerado, principalmente porque está sendo impulsionada por grandes empresas de tecnologia que estão investindo bilhões em pesquisa e desenvolvimento. Mas não podemos nos esquecer que existem empresas de porte menor (assim como startups) que estão fazendo algo relevante e aproveitando essa oportunidade. A indústria da publicidade tem sido especialmente rápida em colher os benefícios da IA e as maneiras pelas quais pode melhorar tanto o profissional de marketing quanto a experiência do consumidor.

Para entender por que a Inteligência Artificial teve um impacto tão positivo, é importante analisar alguns dos fundamentos dessa tecnologia, que permite aprendizado rápido e reconhecimento sofisticado de padrões. Quando usada em publicidade, a IA produz anúncios relevantes que são muito mais influentes nas decisões dos consumidores, levando ao aumento do ROI (Retorno sobre Investimento).

Sendo uma plataforma que se atualiza à medida que processa mais dados, como o comportamento de compras online e até mesmo dados de ponto de vendas offline, os profissionais de marketing não precisam se preocupar tanto em ter somente os dados certos. A AI fornece uma compreensão granular de cada usuário e pode prever o que aquela pessoa procura, oferecendo somente a informação desejada.

Embora os anúncios de Inteligência Artificial sejam altamente automatizados, os profissionais de marketing ainda precisam fazer parte do processo. É igual pilotar um jato comercial, apesar de operar principalmente no piloto automático, ainda há pilotos humanos que gastam cerca de 7% do tempo com um voo típico.

A Inteligência Artifical já é realidade, por isso, vou colocar abaixo três fatores que precisam ser destacados para melhor entendimento da tecnologia:

 

  1. Inteligência Artificial beneficia anunciantes e consumidores

Quando se trata de tecnologia de anúncios tradicional, o foco é principalmente na questão de custos de alcance, conversão e aquisição de clientes, em vez do próprio consumidor. Isso pode trazer alguns prejuízos para sua marca. A IA oferece a oportunidade para os profissionais de marketing conhecerem melhor o consumidor e veicularem anúncios relevantes no qual os consumidores realmente desejam interagir. No final do dia, não apenas o consumidor recebe anúncios que realmente os interessam, mas os profissionais de marketing estão recebendo as respostas que estão buscando.

 

  1. AI é tão bom quanto os seus dados

Para que essa tecnologia funcione, os parceiros e colaboradores devem estar envolvidos no processo para aproveitar ao máximo os dados. Os cientistas de dados são necessários para filtrar as informações de baixa qualidade e, ao mesmo tempo, monitorar e ajustar modelos conforme seja necessário, para obter as previsões mais precisas possíveis.

 

  1. Entender toda a história para ser assertivo

Embora os anúncios personalizados ofereçam produtos com maior probabilidade de interesse dos usuários, os anúncios da IA precisam ter um contexto mais amplo do que um simples anúncio. É que na verdade os dados coletados ao longo da jornada do cliente podem se tornar confusos e ambíguos. Por que uma pessoa clicou em um botão ou saiu do aplicativo? A análise de dados pode não fornecer as respostas diretas para essas perguntas, mas a Inteligência Artificial de alguma maneira saberá essa resposta. Os algoritmos podem encontrar padrões que podem ser surpreendentes ou não intuitivos.

 

Para finalizar, reforço que a indústria continua sendo impactada pelo surgimento de novas tecnologias que mudam a forma como as empresas interagem com seus consumidores. Enquanto algumas tecnologias fracassam, muitas continuam sendo implementadas nas empresas, grandes e pequenas.

Podemos dizer que a Inteligência Artificial está em seu estágio inicial, muita coisa ainda será transformada, mas ela já mudou significativamente a indústria da publicidade. Para as marcas que procuram se destacar da concorrência, é hora de levar a sério a Inteligência Artificial, pense nisso.

* Alessander Firmino é diretor geral da Criteo para o Brasil e América Latina.

Tags:
artigos opinião especialistas
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Redação Making Of

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!