Dezembro 18, 2018

Como ganhar asas neste Natal

Como ganhar asas neste Natal
Henry Travers, James Stewart, Donna Reed, Karolyn Grimes

Sugiro que você faça uma pequena pausa na correria de final de ano. Agora feche os olhos e fique em silêncio por alguns instantes.  Reflita: como seria o mundo se você não tivesse nascido? E as pessoas próximas, aquelas a quem ajudou, as que te amam, como seria a vida delas sem a sua presença? Dessa premissa saiu um dos mais belos filmes de Natal da história do Cinema:"A felicidade não se compra" .

Com o título original de "It´s Wonderful Life"( A vida é maravilhosa),  o filme dirigido por Frank Capra, em 1946, conta a história de um homem chamado George Bailey que diante de problemas financeiros está prestes a cometer suicídio na véspera de Natal. Clarence, um candidato a anjo há 220 anos, é enviado para impedir que George se atire da ponte. Se for bem sucedido, ele ganhará finalmente seu par de asas. "Ele está doente?", questiona  Clarence. "Pior. Está desanimado," responde uma voz no céu.

O quase-anjo tenta convencer o homem desesperançado de que fará muita falta, mas ele não acredita.  Clarence resolve então mostrar cenas de como seria a vida se George não fizesse parte dela. "Foi te dada uma grande oportunidade, ver como seria o mundo sem você". Como estaria  sua mulher, seus filhos, seus amigos a quem você tanto apoiou?

Na primeira vez em que vi "A Felicidade não se compra" parei pra pensar a respeito e percebi que o mundo não seria o mesmo sem mim, não por ser mais importante que outros, mas por ser única. Cada um de nós é único. Aprendi isso com George Bailey.  Desta vez, revendo o filme, prestei mais atenção no anjo Clarence. Que coisa maravilhosa poder tirar alguém do desânimo, da tristeza, do sentimento de que a vida não vale à pena !  Sempre é hora de fazermos isso, mas o Natal é especial porque faz aflorar o melhor em nós. E é tão simples: às vezes basta ouvir a outra pessoa, dizer uma palavra de solidariedade, colocar a mão no seu ombro e...voilá, estamos aptos a ganhar as nossas asas.

Quanto ao que aconteceu com George , bem... se você não sabe como acaba a história, vai saber. Se já sabe, vai gostar de rever porque a cena é uma explosão de alegria e esperança. Esse é o presente de Natal de "Cine&Séries" para os queridos cineseriéfilos que acompanharam a coluna semanalmente em 2018 :  um spoiler que mostra que a felicidade não se compra, mas se ganha e se doa.

Feliz Natal a todos !

____________________________________________________________

 

AS LIÇÕES DE "A FELICIDADE NÃO SE COMPRA"

"A vida de um homem toca tantas outras vidas que quando ele não está, deixa um buraco enorme."

George pergunta :"O que você quer, Mary? O que você quer? Você quer a lua? Diz só que sim que eu atiro um laço à volta dela e puxo-a. Isso é uma boa ideia. Eu te dou a lua, Mary." "Eu aceito, e depois?," responde Mary. "Depois podia engoli-la e ia dissolver-se toda. E a lua irradiaria pelos teus dedos das mãos e dos pés".

 "Toda vez que um sino toca um anjo ganha suas asas".

"Lembre-se que ninguém é um fracasso se tem amigos".

THE END


Cena de "Asas do Desejo", de Wim Wenders

Tags:
cinema séries beijos de cinema arte cultura séries de TV netflix
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Brígida Poli

Brígida Poli

é jornalista. Cinéfila desde criancinha, converteu-se à mania das séries depois de assistir a "Os Sopranos". Não se considera crítica de cinema, apenas alguém que gosta de trocar ideias sobre a sétima arte.

Comentários