Abril 10, 2020

Corre aqui que o Cine Belas Artes abriu o acervo!

Corre aqui que o Cine Belas Artes abriu o acervo!

Seguinte: tenho dado várias dicas de serviços de streaming que estão permitindo acesso a não assinantes durante a quarentena, mas desta vez temos poucos dias para aproveitar um acervo espetacular! O Cine Belas Artes disponibiliza seus clássicos gratuitamente até o dia 15/04.  Depois, se você quiser, paga uma pequena mensalidade. Corre pra se inscrever e fazer maratona pela manhã, tarde e noite!

Quem é cinéfilo "raiz".... hahaha... sabe o que quer (re)ver. Então, meu critério foi escolher alguns que apesar de cults são, digamos, mais leves e populares. Além desses, você mesmo pode garimpar no acervo. Os filmes estão divididos em várias categorias.  Bom proveito!

p.s.: Fiquem em casa que o bicho tá pegando!

____________________________________________________________

 

ALTO ASTRAL

O CASAMENTO DE MURIEL – direção:P.J.Rogan- (1995)

Este filme pra lá de simpático me fez descobrir o ótimo cinema australiano, junto com Vem Dançar Comigo e Priscilla, a Rainha do Deserto. Muriel é uma jovem gordinha que usa roupas fora de moda e por isso não é aceita no grupinho das garotas fashionistas. Ela encontra outra outsider, Rhonda, mas esta sabe se impor e fazer loucuras. Muita música do Abba, muita diversão e momentos comoventes. Muriel foi a porta de entrada da atriz Tony Collete em Hollywood.



O FUNDO DO CORAÇÃO – direção: Francis F. Coppola- (1982)

Este é um dos meus filmes favoritos na vida. Ele está na minha lista dos 10 mais. Coppola levou a produtora dele, a Zoetrope, a falência para produzir esta aula de cinema, onde a história é só um fio, a trilha sonora é personagem, as imagens são espetaculares. Tudo se passa em Las Vegas, no fim de semana do Dia da Independência americana, quando um casal resolve se separar e cada um busca novas paixões até descobrir que... tcharã !!



BAGDÁ CAFÉ –direção: Percy Adlon – (1987)

Tenho enorme simpatia por este filme que vi com uma grande amiga e a história fala de amizade. Tudo começa quando Jasmin, uma turista alemã briga com o marido e é abandonada na estrada. Ela caminha pelo deserto do Arizona e chega ao posto-motel Bagdá Café. A dona do bar é Brenda, que também colocou o marido para fora de casa. Ela recebe Jasmin de forma ríspida. As duas mulheres são muito diferentes, mas a alemã aos poucos se acostuma com os clientes e hóspedes do hotel e acaba se tornando uma fonte de alegria para todos. Marianne Sagebrecht tem o carisma para o papel da turista, mas o elenco traz ainda o icônico Jack Palance, vivendo um pintor que vive no Bagdá Café. (Ouça a canção Calling You)

 

TODAS AS MANHÃS DO MUNDO – direção:Alain Corneau- (1991)

Baseado no livro Todas as manhãs do mundo, de Pascal Quignard, o filme se passa no século 17 e  trata da relação do músico Monsier de Sainte-Colombe e seu discípulo Marin Marais. Colombe ficou viúvo e não queria mais se envolver com música, até que o  Marais jovem bateu a sua porta para aprender. Gerard Depardieu e o filho dele Gillaume Depardieu interpretam Marais em diferentes fases da vida. O filme ganhou o César de Melhor Filme e em mais seis categorias.



PERDIDOS EM PARIS – direção: Fiona Gordon- (2017)

Leve e bem humorado. A trama:uma bibliotecária vai a Paris à procura da tia e sua busca se transforma em uma sucessão de desencontros e confusões. Em suas andanças, a personagem encontra um morador de rua, esperto, trapaceiro e sedutor e que insiste em segui-la. As trapalhadas da dupla garantem diversão, além das situações hilárias que se apresentam durante as tentativas para descobrir o paradeiro da mulher, uma figura excêntrica e que resolve romper com os padrões para experimentar a liberdade.

____________________________________________________________

 

PREPARE SEU CORAÇÃO

Ok, eu disse que não ia indicar filmes mais densos, mas... não dá pra perder alguns classicões que o Cine Belas Artes está oferecendo. Escolhi apenas três.

ROCCO E SEUS IRMÃOS – direção:Luchino Visconti- (1960)

Sempro lembro que Rocco é o filme favorito de um dos meus críticos de cinema favorito, Luiz Carlos Merten. A trama mostra a viúva Rosaria que se muda de Milão para Lucania com seus quatro filhos. Vincenzo , o quinto filho, já vivia em Milão. A família enfrenta vários problemas de início, mas seus integrantes sempre buscam algo com o que se ocupar. Simone  é boxeador, Rocco (Alain Delon) trabalha como faxineiro e Ciro apenas estuda. É quando surge Nadia (Annie Girardot), uma prostituta que tem um caso com Simone e também com Rocco, quando ele deixa o serviço militar. A disputa pela mesma mulher faz com que os irmãos entrem em conflito.

Rocco teve cenas censuradas na época como um assassinato que se passava num ponto turístico da cidade. A trilha sonora é do grande maestro Nino Rota. Em preto &branco.

 

DERSU UZALA – direção: Akira Kurosawa—(1975)

Uma obra-prima do mestre japonês e uma lição de vida! Um capitão soviético é enviado pelo governo para explorar as montanhas da Mongólia. Lá ele e a tropa encontram um caçador local, Dersu, que vive apenas nas florestas. Por conhecer tudo, ele é contratado como guia. O capitão aprende muito com Dersu também sobre a vida e os dois se tornam grandes amigos.

 

Á SOMBRA DO VULCÃO –direção: John Huston- (1984)

O protagonista deste filme é um dos que mais me provoca compaixão na vida. O livro em que se baseia foi publicado em 1947 e é a obra mais conhecida do inglês Malcolm Lowry. Foi escolhido como o 11º romance de todos os tempos.

A trama: Cuernavaca, México, 1938. Geoffrey Firmin (Albert Finney), um ex-cônsul britânico, torna-se alcoólatra após separar-se de Yvonne Firmin (Jacqueline Bisset) e resolve permanecer morando no México com seu meio-irmão, Hugh Firmin (Anthony Andrews), o pivô da separação. Geoffrey sempre aguarda a volta da mulher e, no Dia de Finados, ela retorna repentinamente, com a finalidade de reatar seu casamento. Entretanto, as marcas da separação eram maiores do que ela imaginava. (Adoro Cinema)

____________________________________________________________

 

É COISA NOSSA

LÚCIO FLÁVIO-O PASSAGEIRO DA AGONIA – DIREÇÃO:Hector Babenco- (1978)

O filme se baseia no livro de José Louzeiro que assina como co-roteirista.

A trama: Na década de 1960, surge um grupo de justiceiros que combatem crimes à margem da lei. Batizada de Esquadrão da Morte, a organização nasceu em um contexto onde vários bandidos se tornaram famosos. Entre estes, esteve Lúcio Flávio, um conhecido ladrão de bancos no Rio de Janeiro. Após ser preso algumas vezes, Lúcio Flávio deixou a capital carioca e foi para Belo Horizonte, com o objetivo de mudar de vida, no entanto, seu destino já estava traçado.

____________________________________________________________

 

PARA OS SERIEMANÍACOS

A HBO também deve liberar algumas séries e filmes para não assinantes durante a quarentena. Fiquem de olho!

Entre as séries gratuitas, sugiro: A Família Soprano (minha série favorita ever); Succession (nota 10!), Veep e Sillicon Valey (ótimas comédias).

 

Para quem é assinante da HBO, a boa notícia é que chegaram novas temporadas de duas belas séries:

Minha brilhante amiga –  2 temporadas - Série italiana baseada no best seller de Elena Ferrante, sobre Lenu e Lila, amigas desde a infância, crescendo na Itália pós-guerra, onde mulher era criada para casar e ter filhos. Acontece que ambas são muito inteligentes, uma mais rebelde, outra mais medrosa. A narradora é Lenu.

Westerworld – 3 temporadas – Série de ficção científica, onde corporações criam mundos para divertir quem tem dinheiro. O cliente pode escolher ir para o velho Oeste e matar os "bandidos", clones perfeitos de humanos. Na 3ª temporada, não é o passado, mas o futuro que está na berlinda.

____________________________________________________________

 

Outras dicas de entretenimento gratuito:

Os melhores musicais

O "papa" dos musicais da Broadway, Andrew Lloyd Webber, também resolveu dar uma força no combate ao coronavírus e liberou seus trabalhos gratuitamente pelo YouTube. A cada sábado o premiado autor de "Evita", "O Fantasma da Ópera" e "Jesus Cristo Superstar"vai disponibilizar algumas de suas peças no canal "The Show Must Go On!" por 48 horas cada.

Sexy Hot

Da coluna de Ricardo Feltrin (UOL) : "o canal erótico Sexy Hot disponibilizou para os usuários 10 filmes por causa da "quarentena" causada pelo coronavírus. Considerado o maior canal adulto do país, os 10 filmes são produções que ficarão liberadas por tempo indeterminado. Além desses o canal liberou ainda mais nove produções de longa e curta duração no serviço on-demand de todas as operadoras de TV paga."

____________________________________________________________

 

Entendeu porque tem tanta coisa gratuita para ver na quarentena, né? Para você ficar FICAR EM CASA!

Tags:
cinema séries beijos de cinema arte cultura séries de TV netflix
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Exclusivo

Adeus às ilusões

Outubro 17, 2020
Exclusivo

EU NEGO!

Outubro 10, 2020
Exclusivo

O Som do Cio

Outubro 02, 2020

Brígida Poli

Brígida Poli

Jornalista, cinéfila desde criancinha e maníaca por séries de TV desde "Os Sopranos". Não se considera crítica de cinema, pois não consegue deixar o coração de lado na hora de avaliar um filme. Adora falar e escrever sobre o assunto e tenta chamar a atenção para as grandes obras cinematográficas que as novas gerações desconhecem. Concorda com o mestre Federico Fellini quando ele disse que "o cinema é um modo divino de contar a vida".

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!