Maio 06, 2017

De Paris para o charmoso Casarão da Corte

O cozinheiro francês Jean-Charles, de 49 anos, que nasceu em Paris, aterrissou o Restaurante Le Pas Du Roy no Casarão Solar da Corte, construído em 1790 no Centro Histórico de São José.

 

 

 

Jean-Charles é apaixonado por cozinha francesa, música, história e viagens. Morou 14 anos em Portugal (Algarve no sul, Cascais em Lisboa) e conheceu 28 países diferentes da Índia até os Estados Unidos, passando pelo Meio Oriente, África e toda a Europa Ocidental.

Antes de vir para São José, o cozinheiro francês administrou e preparou, por dois anos, delícias francesas no Bistrô Francês Le Petit Deck, em Porto Belo (sem o charme do Casarão Solar da Corte, é claro). Jean-Charles foi selecionado duas vezes para o evento internacional Goût de / Good France, que celebra a gastronomia francesa. Na 3ª edição, em março deste ano, ele participou da categoria bistrô gastronômico, que resgata a comida tradicional francesa e valoriza a cultura local e os produtos artesanais. Dos 100 participantes brasileiros, somente dois restaurantes eram de Santa Catarina.

Casado com Helia Maraisa e pai de 5 filhos, o talentoso cozinheiro francês falou à coluna:

 

 

Por que escolheu São José para abrir o Le Pas Du Roy?

Tudo veio do convite de um cliente do meu último restaurante em Porto Belo, o Senhor Gilberto d'Avila Rufino. Ele também é um apaixonado por história e culinária, e me convidou um dia para descobrir aquele casarão e obviamente o Centro Histórico de São José, que eu não conhecia e pelo qual me apaixonei na hora, pois me relembra muito as vilas portuguesas, não só pela arquitetura, mas também pela simpatia e tranquilidade do seu povo.

 


 

 

Qual o segredo da gastronomia francesa?

Não tem. Cada cultura tem a sua própria gastronomia, que reflete um teor, seja um tipo de geografia, de clima e, consequentemente, de produtos. Depois há a capacidade do homem de transformar os alimentos, o que criou estilos de sabores diferentes com os mesmos ingredientes. Talvez por a França ser um país multi milenário e ter tantos climas diferentes é que se desenvolveu essa cultura gastronomia tão rica e diversificada.
 


 

 

O que um restaurante precisa ter/ser para se tornar um dos melhores ou o melhor?

Antes de tudo a palavra "restaurante" vem de "restaurar", isso é colocar de novo o seu corpo em condições depois do desgasto da viagem ou do trabalho. Mas hoje em dia é antes de tudo um serviço hoteleiro, pois ninguém vem num restaurante deste nível só para se alimentar. Os nossos clientes querem passar um momento agradável. E existe a tal triangulação da hoteleria: o ambiente (um casarão histórico maravilhoso); um serviço extremamente personalizado, onde levamos os nossos clientes ao colo; e, espero eu, uma comida a altura do resto.

 

 



 

Feedback

O que você não fica sem: um bom vinho

O que mais admira: o talento

O que não suporta: a imbecilidade

Um ídolo:  o cozinheiro franco-brasileiro Erick Jacquin

Uma saudade: Lisboa

A melhor viagem: todas

Um lugar: Mont Saint Michel

Um livro: Le Petit Prince (saint Exupéry)

Uma música: La vie en rose (Edith Piaf)

Uma palavra: simplicidade

Uma frase: ama o que faz e o faz com amor

Um sonho: morrer cozinhando

 

 

 

 

Além dos jantares de quarta a sábado, a partir das 19h; e almoços aos sábados e domingos, a partir das 12h; o chefe também prepara cafés coloniais portugueses e coquetéis com a gastronomia francesa e portuguesa para eventos que ocorrem no Casarão da Corte.

 

 
Tags:
social entretenimento Floripa Florianópolis gente festas eventos agenda
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Yula Jorge

Yula Jorge
Jornalista graduada pela UFSC. Antes disso estudou e viveu quatro anos entre o Canadá e os Estados Unidos e quando retornou a sua terra natal, Goiânia, graduou-se pela PUC em Secretariado Bilíngue. 
Logo mudou-se para Florianópolis, ingressou na Universidade Federal, e da ilha não saiu mais. Atua como colunista desde 2012, assinou uma coluna diária no jornal Notícias do Dia por alguns anos, e, paralelamente, foi repórter da RICTV Record e Record News. Traz todos os dias o que rola de especial em Floripa: sobre quem acontece, empreende, se engaja em causas legais. O que inaugura, as festas bombásticas, as melhores casas, restaurantes, os shows, as ações bacanas e o voluntariado.

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!