Agosto 13, 2019

Depressão: assunto sério que ganha cada dia mais espaço na mídia

Depressão: assunto sério que ganha cada dia mais espaço na mídia
foto: Pexels

Assisti à reportagem no Fantástico, na Rede Globo, no último domingo que falava sobre depressão em adolescentes. Uma hora depois, o programa Quebrando o Tabu, do GNT, exibiu extenso conteúdo sobre o mesmo tema. É um assunto muito em voga. Nos dois, uma constatação preocupante: a depressão já é uma das doenças mais prevalentes entre os jovens. Estima-se que de cada cinco pessoas nesta faixa etária, uma apresenta algum grau de depressão.

O importante, dizem os médicos, é não achar que depressão é bobagem, uma tristeza passageira, uma mudança de humor típica dos adolescentes. O primeiro conselho aos pais é observar seus filhos. Olhá-los com atenção. Tristeza profunda, apatia, baixo rendimento escolar, falta de vontade de sair da cama, isolamento social quando se estende por muitos dias, especialmente se não há uma causa aparente, precisa ser investigada. Os pais costumam negligenciar estes sinais, até por desconhecimento de quão sérias podem ser as consequências da doença.

Mas porque os adolescentes estão ficando tão deprimidos? Não há uma resposta única que justifique todos os casos. Especialistas acreditam, porém, que o aumento do tempo que as pessoas permanecem nas redes sociais pode ser um dos motivos. Elroy Boers, do Departamento de Psiquiatria da Universidade de Montreal, diz acreditar que a multiplicação de imagens na tela sugerindo vidas perfeitas pode acabar com o sossego de adolescentes e jovens. Eles ficam comparando as próprias vidas com a dos "amigos virtuais", que sempre parecem mais interessantes e felizes.

A baixa auto-estima pode ser um dos motivos, mas não o único. A depressão, dizem os médicos, depende de diversos fatores. Algumas pessoas possuem maior predisposição à doença do que outras, e as causas ainda não bem conhecidas. O importante, porém, é que os pais e familiares observem o comportamento de seus filhos. E não hesitem em procurar ajuda médica se desconfiarem que há algo de errado. Melhor pecar por excesso do que por omissão.

Tags:
Viviane Bevilcqua colunistas portal making of cronicas
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Viviane Bevilacqua

Viviane Bevilacqua

Trinta anos de jornalismo diário e predileção por temas ligados ao comportamento humano. Crônicas que falam sobre as relações familiares, educação, saúde e o cotidiano de todos nós, sempre de forma leve e direta, como se fosse um bate-papo entre a jornalista e o leitor.

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!