Julho 11, 2019

Dinheiro e felicidade

Dinheiro e felicidade
Foto: PIXABAY

Se você hoje não tivesse mais sua renda atual, por quanto tempo conseguiria manter seu padrão de vida? Essa foi uma das perguntas que a educadora financeira Ana Paula Oliveira fez à plateia, na noite de terça-feira, 9, durante a palestra "Como prosperar financeiramente e ser feliz", durante a Jornada Financeira promovida pela Fecomércio.

A questão é antiga: dinheiro traz felicidade ou não? Na visão da economista _ com a qual em concordo plenamente _ o dinheiro é uma ferramenta que nos proporciona realizar sonhos, e isso sim, nos traz felicidade.

A história de Ana é interessante e pode servir de exemplo para muita gente. Ela é uma ex-compradora compulsiva. Chegou a ter mais de 180 pares de sapatos. O prazer estava em comprar, em gastar. Mas era um prazer tão instantâneo que depois ela se sentia mal e culpada por, mais uma vez, não ter resistido à tentação. E assim, claro, vivia endividada.

Até o dia que resolveu dar um basta e começar de novo. Desta vez, sem cartões de crédito, cheque especial, dinheiro emprestado. Pensou em formas diferentes de juntar dinheiro, com emprego fixo e empreendedorismo, trabalhando 14 horas por dia. Em um ano e meio pagou as dívidas, que haviam sido renegociadas e hoje transformou-se em uma investidora. E é essa expertise que leva para suas palestras e consultorias.

Uma dica da economista: nunca diga "eu ganho tanto de dinheiro por mês". Troque para eu conquisto. Porque aquilo que a gente ganha, a gente joga fora. Já uma conquista é resultado de um trabalho, teve um esforço seu para conseguir. E aí o apego é maior.

Quando Ana fala em poupar não significa só pagar os boletos e investir o resto. Pelo contrário. "Dinheiro serve para realizar sonhos", enfatiza. Sonhos de curto, médio e longo prazos. Uma viagem a Paris? A casa própria? Um carro? Abrir seu próprio negócio? Nada disso é impossível, mesmo para quem não está nadando em dinheiro. O que importa é ter um propósito e foco, e pensar no prazer que conquistar este sonho vai poder lhe proporcionar.

Hoje, segundo o Instituto Gallup, 52% da população brasileira está endividada ou inadimplente, o que é muita gente. A maioria dos devedores tem pendências com cartão de crédito e/ou cheque especial. São dívidas contraídas para comprar bens de consumo, como carros, roupas, eletrodomésticos. Isso vai realmente trazer felicidade?

No final da palestra, ela deixa uma reflexão: Pense em dez realizações que o dinheiro já te proporcionou e você se sentiu realmente feliz. Se você não consegue lembrar, pode ser que esteja "investindo" seu dinheiro em coisas erradas, o que só vai trazer frustração.

Tags:
Viviane Bevilcqua colunistas portal making of cronicas
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Viviane Bevilacqua

Viviane Bevilacqua

Trinta anos de jornalismo diário e predileção por temas ligados ao comportamento humano. Crônicas que falam sobre as relações familiares, educação, saúde e o cotidiano de todos nós, sempre de forma leve e direta, como se fosse um bate-papo entre a jornalista e o leitor.

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!