Maio 19, 2020

É irresponsável pedir a volta do futebol agora

É irresponsável pedir a volta do futebol agora

A retomada do Campeonato Alemão realimentou algumas opiniões que pressionam pela volta imediata do futebol. Mas não dá para comparar. Lá, a pandemia foi tratada com ações fortes e decisivas a partir da liderança do país. A chanceler Angela Merkel bancou a quarentena como necessidade sanitária. Agora já lidera os esforços para a retomada econômica da Europa.

Aqui, não há uma estratégia nacional de combate ao vírus. Não tem nem ministro da Saúde. A pandemia cresce. Há diferentes posições entre municípios e estados. Recomeçar o Campeonato Regional, que significa jogos entre cidades, seria imaginar que elas estivessem no mesmo estágio de controle. O que ocorre é justamente o contrário.

Se o campeonato fosse finalizado, superado um desafio muito grande, viria o Campeonato Nacional. Aí o problema passa a ser gigantesco. Não precisa ser médico especialista, só ligar a TV e imaginar as delegações de futebol cruzando o País. Não dá para imaginar, em um momento em que os aeroportos estão vazios e a maioria dos hospitais lotados.

O grande desafio é manter o custo sem bola rolando e torcida. O Borussia tentou resolver o problema do público colocando bonecos torcedores. Não funcionou, é claro.

Apesar de tudo isso, seria bom que a CBF lidere o processo de discussão envolvendo todo o futebol brasileiro. Parece que é pedir demais, mas o ponto agora é de projetar a retomada do futebol para um futuro depois da vacina contra o novo coronavírus. Até lá toda pressão é inútil, acima de tudo.

Tags:
multimidia claiton selistre bastidores comunicação TV rádio jornal
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Claiton Selistre

Claiton Selistre

Jornalista formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, foi diretor de Jornalismo por 25 anos da RBS TV, TVCom e Rádio CBN/Diário em Santa Catarina. Antes atuou na  Rádio e TV Gaucha do grupo RBS e em redações de jornal, rádio e tv do grupo Caldas Jr. em Porto Alegre. Foi também repórter da na Sucursal do Jornal do Brasil. Planejou e Coordenou coberturas multimídia nas Copas do Mundo de Futebol na Alemanha, Argentina, Espanha, México, Itália, Estados Unidos, França e Japão/Coréia. Dirige a Making of há seis anos.

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!