Outubro 09, 2019

Facebook faz acordo de US$ 40 milhões por inflar audiência de vídeos

Facebook faz acordo de US$ 40 milhões por inflar audiência de vídeos

O Facebook chegou a um acordo de US$ 40 milhões para encerrar uma ação que vinha sendo movida desde outubro de 2016, quando a rede social foi acusada de inflar métricas de vídeos exibidas na plataforma.

Isso teria levado anunciantes a pagarem mais do que deveriam pelas propagandas mostradas no serviço ao longo de um período entre 2015 e 2016, quando a empresa mudou a maneira de disponibilizar os dados.

Com isso, vídeos que começavam a ser reproduzidos, mas eram descartados pelo usuário logo em seguida ou simplesmente foram ignorados durante uma rolagem pelo feed de notícias não entravam na conta.

Desta forma, a empresa acabou computando apenas os usuários efetivamente interessados nos vídeos exibidos, mostrando altos índices de tempo de visualização e bastante permanência nos clipes, de uma maneira que, conforme consideraram os advogados dos reclamantes, não corresponde à real utilização da rede social.

A partir daí processos judiciais vieram e, posteriormente, foram transformados em uma ação coletiva. Diante da polêmica, o Facebook passou a considerar nas medições todas as visualizações de vídeos, inclusive aquelas que duram três segundos ou menos.

A rede social não se pronunciou sobre as acusações. Com informações de Canaltech.

Tags:
web
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Redação Making Of

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!