Maio 29, 2020

Fazenda garantiu a folha com planejamento

Fazenda garantiu a folha com planejamento
JULIO CAVALHEIRO/SECOM/ARQUIVO FEV2019

 

Quando o salário dos 146 mil servidores estaduais, a maioria inativos, estiver sendo sacado nesta sexta (29), os R$ 1,1 bilhão de folha não foram frutos de milagre algum, mas do planejamento da equipe do secretário da Fazenda Paulo Eli (foto), em meio aos problemas gerados pelo Coronavírus.

Auditor de carreira da Fazenda Estadual, Eli sabe que tanto manter a máquina em funcionamento em tempos em que estimativa de arrecadação caiu, até o dia 26 deste mês, em 32%, cerca de R$ 600milhões, bem longe dos R$ 1,9 bilhão previstos, quanto garantir a força de trabalho do funcionalismo, com salário em dia, é tarefa fundamental.

Chegar ao fechamento da folha, embora o acumulado de perdas já chegue a  R$ 872 milhões, entre março e abril, enquanto maio não é consolidado, deve-se à utilização de boa parte dos recursos que já estavam guardados para a antecipação do pagamento da primeira parcela do décimo terceiro salário dos servidores, que seria feita em julho.

Faça as contas, se dependesse só da arrecadação que ficou em R$ 1,3 bilhão, não daria para quase nada além de pagar a folha.

 

Alvo e solução

Paulo Eli já foi a figura mais atacada pelo empresariado e pela classe política em pelo menos dois episódios marcantes no início do governo de Carlos Moisés: a redefinição da política de incentivos fiscais e a cobrança de ICMS sobre os agrotóxicos, assuntos em que a Assembleia interveio.

Passado o turbilhão, o secretário tem sido fundamental no Grupo Econômico, que abriu o diálogo com o Conselho de Federações Empresariais (Cofen), do setor produtivo ao varejo, que agora recebe atenção especial de Moisés.

 

Outra área

Secretário que transpôs dois governos, o de Eduardo Pinho Moreira (MDB) e agora com Moisés, Eli ainda recebe outras demandas, muitas vindas da Assembleia.

Como se viu esta semana, em que, mesmo com o Legislativo sem atividades, foi visitado por alguns deputados, o vice-presidente da Assembleia Mauro De Nadal (MDB), a líder do governo Paulinha da Silva e o presidente da Comissão Especial, que a analisa os gastos com o Coronavírus, e da Comissão de Finanças e Tributação, Marcos Vieira (PSDB).

 

Recepção

Moisés jantou com o prefeito Luciano Buligon (PSL), secretários municipais e alguns vereadores, em Chapecó.

A ida ao Oeste é fundamental também sob o aspecto político, aquele que nem sempre o governador valoriza, já que estar no Oeste, onde  passou por Capinzal e Ouro, significa atuar em terreno minado por adversários, como a vice-governadora Daniela Reinehr (Aliança Pelo Brasil) e pelo seu adversário no segundo turno, o ex-deputado Gelson Merisio (PSDB).

 

HAUDREY MAFIOLETE/DIVULGAÇÃO

ANTES DO FÓRUM PARLAMENTAR

Presidente estadual do PSDB, a deputada federal Geovania de Sá, fez vários encontros virtuais na véspera da reunião do Fórum Parlamentar Catarinense, que debaterá o destino das eleições deste ano e a proposta da Fecam e da CNM em unificar o calendário em 2022. O líder da bancada tucana na Câmara, deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP) também participou das conversas com prefeitos, vices, vereadores e presidentes de diretórios municipais, quase 250. Eles ajudaram o partido a construir um documento que chegará à Comissão Mista, que definirá a data. Geovania disse que há clara divisão entre os que querem a eleição ainda este ano e os que pedem a prorrogação dos mandatos, mas uma unanimidade, que tudo seja resolvido logo.

 

Vai pegar

Muitos prefeitos tucanos têm um sentimento comum aos colegas do demais partidos: o receio de não fechar as contas da atual administração porque o quadro geral já era ruim e piorou com o combate ao Coronavírus.

Em compensação, os novos candidatos que almejam os cargos pedem tempo para se preparar, sem ignorar que o quadro que encontrarão em 2021 ou em 2023 será dos mais complicados.

 

Sugestão

Dias desses, três prefeitos ligaram para o colunista para pegar uma opinião sobre esta questão de prorrogação de mandato ou adiamento de eleição, quando, sabidamente, um deles nem tem vontade de continuar no cargo, mesmo com direito à reeleição.

A eles foi dada opção legal, prevista na Lei Orgânica do Município, bem como nas constituições dos estados e da União: a renúncia no dia 31 de dezembro. Foi pra já que quem estava em dúvida profunda mudasse de ideia, pois passar para o vice nem pensar.

 

Na expectativa

Se o Conselho de Ética da Assembleia aprovar a maior punição para o deputado Jessé Lopes (PSL) e ele perder o mandato em votação no plenário, o primeiro suplente do PSL é Rudinei Luís Floriano.

Subtenente da PM, Floriano é agora o presidente Imetro, portanto um reforço para a ala militar do Legislativo, mas pode ficar dividido entre a lealdade a Moisés e a pressão da Aprasc.

 

Interessante

Os bolsonaristas de carteirinha de Santa Catarina, instalados no serviço público estadual, até agora não se manifestaram sobre a posição do presidente da República que pediu ajuda aos governadores para congelar os salários do funcionalismo até dezembro de 2021.

Grande parte da turma estava por trás de movimentos orquestrados de greve ou de paralisações só para incomodar Carlos Moisés, agora silenciam.  

Tags:
roberto-azevedo política economia bastidores da política Santa Catarina
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Roberto Azevedo

Roberto Azevedo
Jornalista com 35 anos de profissão. Foi repórter, editor, chefe de Reportagem, editor-chefe, chefe de Redação, gerente e diretor de Jornalismo na RBS TV (Blumenau e Florianópolis), hoje NSC TV; na TV Record (Florianópolis) e na Rede TV Sul (hoje SCC SBT); comentarista na RIC TV (hoje NDTV) e na Record News; editor de Política e colunista no Diário Catarinense (DC), e colunista no Notícias do Dia. Atuou nas rádios União AM e FM (Blumenau e Florianópolis), e na Rádio Record da Capital. Atualmente, além do Making Of, assina uma coluna no Diarinho (Itajaí), faz comentários nas rádios do Grupo RCC (Bombinhas e Nova Trento), na 105 FM (Jaraguá do Sul) e na Cidade em Dia FM, de Criciúma, e é diretor de Conteúdo na TVBV (Band).
  • Youtube

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!