Junho 29, 2020

Governo adia posse do novo ministro da Educação

Governo adia posse do novo ministro da Educação

O governo de Jair Bolsonaro anunciou o adiamento da posse do novo ministro da Educação, Carlos Alberto Decotelli, que estava marcada para amanhã, 30. Não foi determinada até agora uma nova data.

A informação foi publicada inicialmente no blog do jornalista Lauro Jardim, do jornal O Globo, e confirmada pelo jornalista Valdo Cruz, da GloboNews.

O motivo do adiamento da posse, segundo os blogs, é uma checagem completa por parte do governo em cima do currículo apresentado por Decotelli. A conferência dos títulos deve ser acompanhada pela Abin (Agência Brasileira de Inteligência).

Na semana passada, o reitor da Universidade Nacional de Rosário, na Argentina, Franco Bartolacci desmentiu o currículo de Decotelli. No documento, disponível na plataforma Lattes, constava que o novo ministro tinha diploma de doutor pela instituição. O reitor negou.

Depois da declaração do reitor, Decotelli alterou o currículo. Originalmente constava a informação de doutorado na Universidade Nacional de Rosário concluído em 2009, com a tese "Gestão de Riscos na Modelagem dos Preços da Soja", sob orientação de Antonio de Araujo Freitas Jr.

Na sexta (26), o título da tese e o nome do orientador foram excluídos. O campo "Título" foi preenchido com "Créditos concluídos". E, no campo "Orientador", passou a ser listado: "Sem defesa de tese".

Já nesta segunda-feira, 29, a Universidade de Wüppertal, no oeste da Alemanha, negou que o pesquisador obteve o título de pós-doutor pela instituição como divulgado pelo Ministério da Educação (MEC) durante o anúncio da escolha do nome.

Em seguida, ele também alterou o currículo na plataforma Lattes para excluir a citação ao pós-doutorado.

Tags:
Radar MakingOf
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Redação Making Of

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!