Dezembro 07, 2018

Imprensa deixa o novo governo com nervos à flor da pele.

Imprensa deixa o novo governo com nervos à flor da pele.
A semana termina com alta temperatura em Brasília: episódios apurados pela grande imprensa levaram figuras do novo governo a demonstrar stress em público. O futuro ministro da casa civil, Onyx Lorenzoni, irritou-se de tal maneira com perguntas de um repórter que se retirou bruscamente de uma entrevista. Sérgio Moro esquivou-se de responder sobre problemas com a famíla Bolsonaro. E a família do presidente eleito ainda não respondeu adequadamente a denúncia que um assessor do deputado, e futuro senador Flavio, movimentou mais de 1,2 milhão em um ano, incluindo depósito na conta na nova primeira dama. 
 
O que mudou da campanha vitoriosa para este momento é que os Bolsonaro, seus ministros e agregados, deixaram de ser pedra e passaram a ser vitrine.
A vida e os atos de todos eles - antes, agora e depois - tem que ser totalmente claros. O fim-de-semana não vai aliviar a pressão, talvez ocorra o contrário. Então, foi uma perda de tempo já não ter esclarecido tudo nesta sexta-feira, 7.
 
Trégua
 
O jornalismo isento está no seu papel levantar fatos. Assim, como os novos donos do poder devem entender, também, que aquilo que escrevem ou dizem tem repercussão. 
 
A melhor saída para eles, a menos de um mês para posse, é esclarecer tudo rapidamente e tirar de cena quem por ventura não está na cartilha do que foi pregado na campanha.   
 
Quanto a imprensa poderia dar uma trégua para a gestao do governo nos primeiros meses do ano que vem, já que a mudança é significativa. As pautas bombas foram armadas no Congresso para atrapalhar, assim como no dia-a-dia dos ministérios, órgãos e repartições há muitos processos burocráticos e resistências a serem vencidas.
 
Não é uma proposta para esconder fatos. Esses se sobrepõe a qualquer governo, como é inerente ao processo democrático aqui  ou em qualquer parte do mundo. 
     
 

 

Tags:
multimidia claiton selistre bastidores comunicação TV rádio jornal
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Claiton Selistre

Claiton Selistre

Jornalista formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, foi diretor de Jornalismo por 25 anos da RBS TV, TVCom e Rádio CBN/Diário em Santa Catarina. Antes atuou na  Rádio e TV Gaucha do grupo RBS e em redações de jornal, rádio e tv do grupo Caldas Jr. em Porto Alegre. Foi também repórter da na Sucursal do Jornal do Brasil. Planejou e Coordenou coberturas multimídia nas Copas do Mundo de Futebol na Alemanha, Argentina, Espanha, México, Itália, Estados Unidos, França e Japão/Coréia.

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!