Março 19, 2019

Mais e melhores séries para ver em streaming

Mais e melhores séries para ver em streaming

Streaming : É uma forma de transmissão instantânea de dados de áudio e vídeo através de redes. Por meio do serviço é possível assistir a filmes ou escutar música sem a necessidade de fazer download, o que torna mais rápido o acesso aos conteúdos online.

O surgimento do sistema de streaming praticamente acabou com as tradicionais videolocadoras, que por sua vez haviam tirado público das salas de cinema. O sucesso e a abrangência da plataforma Netflix, presente em 190 países, tem gerado polêmica e briga pelo mercado. A rixa aumentou quando ela passou a produzir material original e não apenas a retransmitir. A "cereja do bolo" foi a produção de Roma, o mega sucesso do mexicano Alfonso Cuarón, ganhador do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, Melhor Diretor e Melhor Fotografia. O prestigiado Steven Spielberg iniciou uma campanha para impedir que a Academia de Cinema de Hollywood inclua filmes de streaming entre os concorrentes. Simplificando, para ele TV é uma coisa e cinema é outra bem diferente. Mas, a Netflix não se intimidou e sua próxima aposta para a glória é alta: The Irishman, filme dirigido por ninguém menos que Martin Scorsese.

Em minha modesta opinião é claro que nada se compara a assistir a um filme no escurinho do cinema, na tela grande e com a sensação única de estar dentro da história. Por outro lado, depois que as grandes cadeias exibidoras passaram a ter o monopólio da programação, preferindo os blockbusters campeões de bilheteria, o streaming tem sido uma alternativa para se ver filmes de nacionalidades e diretores diferentes.

Alheios a essa discussão, os seriemaníacos só estão interessados em ter mais e melhores séries à disposição. A Netflix é a maior plataforma, mas não a única. Hoje, quero dividir com vocês as séries recém acessadas por mim na Amazon/Prime Vídeo. O acervo não chega nem perto da quantidade da Netflix, mas traz boas produções originais. Assim como sua maior concorrente, a Prime deixa a desejar na oferta de filmes. Seu forte são mesmo as séries, algumas chegando e outras já na quinta temporada. Acontece que por não ser muito popular no Brasil, várias são ainda desconhecidas do público brasileiro.

Obs.: Você pode fazer assinatura grátis de uma semana na Prime. Para manter se paga R$ 7,90 mensais durante um semestre. Ah, não estou ganhando comissão, não...hahaha ! Só quero que vocês tenham acesso a produções diferentes.

Vamos a elas ?

____________________________________________________________

 

O HOMEM DO CASTELO ALTO – 3 temporadas

O romance no qual a série se baseia foi lançado há 50 anos, mas muita coisa nele se parece com a nossa realidade hoje. O ponto de partida dessa distopia é sombrio: os nazistas venceram a Segunda Guerra Mundial. A Alemanha e o Japão dominam o mundo, os negros são escravos e os judeus se escondem sob identidade falsa para não serem exterminados. São muitos personagens - um antiquário, um burocrata japonês, um judeu, um capitão nazista e uma mulher idealista - com histórias que se cruzam pelo uso que fazem do I Ching, o oráculo chinês, e pelo fascínio que têm por um livro proibido chamado "O Gafanhoto torna-se pesado" em cuja trama Hitler teria perdido a guerra. No elenco estão algumas caras conhecidas das séries de TV como Alexa Davalos, Rupert Evans, Rufus Sewell, Luke Kleintank e Bella Heathcote . Devido ao sucesso da série a Amazon/Prime está lançando a terceira temporada.

 

OS ROMANOFFS – 1 temporada

Uma das séries mais aguardadas dos últimos anos acabou decepcionando muita gente. A expectativa era enorme por ser dos mesmos criadores da genial Mad Men (veja na edição de 1°/03- "Os homens maus da publicidade ). Ela não tem sequência, cada episódio conta uma história completa. O único elo é que em cada história existe um personagem que seria descendente dos Romanoffs, a família imperial russa morta durante a Revolução Bolchevique. Até hoje se discute se algum membro sobreviveu, mas existe quem use o sobrenome e título de nobreza se dizendo um Romanov. Na série, as histórias são contemporâneas. A referência ao massacre de 1918 só se dá nos créditos de abertura e de forma quase caricatural, onde o Czar Nicolau, a mulher e os cinco filhos são executados a tiros. Os episódios são irregulares, com alguns muito superiores a outros. No geral, gostei bastante. No elenco estão alguns nomes famosos de Mad Men como Christina Hendricks e John Slattery.

 

O GERENTE DA NOITE – 1 temporada

Uma adaptação do best-seller homônimo de John Le Carré, mestre dos livros de espionagem. Quem está de volta à telinha é Hugh Laurie, que ficou famosíssimo por interpretar o Dr.House, na série de mesmo nome. Difícil dissociá-lo do papel do médico, mas aqui ele vive um bilionário, empresário bem sucedido, com imagem de filantropo, mas que na verdade é um traficante de armas. O antagonista é um ex-soldado britânico que trabalha à noite como gerente de um hotel, onde presencia um assassinato. Ele acaba se infiltrando na quadrilha para desmascarar o empresário. A produção é super cuidadosa e as locações são espetaculares, com os personagens percorrendo o Cairo, Londres, Suiça, Madrid, Palma de Maiorca e Marrakech.

 

THE GOOD FIGTH – 2 temporadas

É um spin-off ( série derivada de outra) da famosa The Good Wife. Sem a personagem título que era vivida por Juliana Margulies, a nova série se volta para as histórias de tribunal tendo à frente Diane, ( Christiane Baranski) a sócia do escritório original. Ou seja, sai a "boa esposa", entra a"boa causa/luta". Diane é carismática e tem ao lado Lucca, outra advogada empoderada da série original, além de uma profissional recém formada, interpretada pela atriz     Rosie Leslie, a selvagem amada de John Snow de Game of Thrones, que acabou casando na vida real com o ator Kit Harington. Todas trabalham em um escritório dirigido por afro-americanos, voltado para defesa de pessoas negras que sofrem maus-tratos policiais.  Nem todo spin-off funciona, mas alguns como Call Better Saul, saído de Breaking Bad, e esse agora tiveram bons resultados.

 

HOMECOMING   - 1 temporada – 10 episódios

Cumprindo uma tendência de atrair grandes nomes do cinema para a tela pequena, essa minissérie traz Julia Roberts no papel principal. Ela interpreta a psicóloga/conselheira Heidi Bergman que trabalha no centro Homecoming, teoricamente um projeto para ajudar veteranos de guerra a conseguirem voltar à vida civil. Heidi tem boas intenções e quer realmente o bem de seus pacientes, principalmente do jovem soldado,Walter Cruz, mas ela começa a suspeitar que há algo errado, principalmente porque seu chefe, está sempre falando em testar novas drogas nos pacientes como se fossem ratos de laboratório.  A história se passa em dois tempos, durante o trabalho de Heidi no Homecoming e depois que ela já saiu de lá e vira garçonete numa pequena cidade. O que se esconderá por trás desse projeto? Bom suspense, boas atuações.

 

MR. ROBOT – 2 temporadas -

Essa é a série que lançou Rami Malek ao estrelato e lhe deu visibilidade para ganhar o papel de Fred Mercury em Bohemian Rhapsody e por ele abocanhar o Oscar de Melhor Ator em 2019. O personagem título é um hacker interpretado por Christian Slater. Ele convoca Elliot Anderson/Rami Malek, um expert em programação de computadores, para por em execução um plano que acabará com a E-Corp, o maior conglomerado empresarial dos EUA. Elliot é um jovem triste, antissocial e usuário de morfina. Quando percebe está envolvido na trama de Mr.Robot quase sem ver saída. A série é bem mais sombria do que eu esperava. Traz suspense, mas também discussões importantes sobre a sociedade contemporânea. A TV Record chegou a exibir uma versão dublada.

 

THE MARVELOUS MRS. MAISEL – 1 temporada

Ainda não assisti as séries que vêm a seguir. Mas, a primeira que quero ver é The Marvelous Mrs. Maisel .  Pra se ter ideia do sucesso, a série levou os troféus de melhor série cômica, roteiro, direção, atriz (Rachel Brosnahan) e atriz coadjuvante (Alex Borstein) na 70ª edição do Emmy , o prêmio mais importante da TV norte-americana.

 A história se passa nos anos 1950 e acompanha a trajetória de Midge , uma dona de casa perfeita  que vira comediante de bares de Nova York. Tudo acontece por acaso. Ela se separa do marido depois de descobrir que ele a trai com a secretária. Além do término do casamento, Midge enfrenta os preconceitos da época, inclusive de seus pais, que não admitiam o divórcio. Um dia, ela bebe demais e pega o microfone de um bar de comédia para desabafar sobre seus problemas. Apesar de infeliz, ela conta as coisas de maneira tão engraçadas que o público se diverte. Midge resolve investir na carreira, na época dominada por homens, e para isso procura a ajuda da mal-humorada dona do bar onde se apresentou pela primeira vez. Reviravolta total, com diálogos ágeis e piadas inteligentes, segundo a crítica.

 

TRANSPARENT – 5 temporadas

A série ganhou o Globo de Ouro na primeira temporada como melhor série de comédia e o protagonista, Jeffrey Tambor, como melhor ator. Ele é o protagonista Mort, um pai que chama os três filhos adultos para uma reunião que eles imaginam ser sobre a herança. Na verdade, o pai quer informar que vai se assumir como transgênero. Mort vira Maura e, a partir daí, o mundo deles vira de pernas pro ar, com todas as dificuldades possíveis de adaptação à nova situação. Jeffrey Tambor é ótimo ator e era a alma da série, mas foi demitido no fim da quarta temporada ao ser acusado de assédio por duas colegas transgêneros do elenco. A 5ª e derradeira temporada já não teve sua participação.

 

AMERICAN GODS – 2 temporadas

Uma das mais populares da Prime Vídeo, American Gods acaba de ter a terceira temporada confirmada. O drama é centrado em uma guerra entre os velhos e os novos deuses. Os seres bíblicos e mitológicos estão perdendo cada vez mais fiéis para novos deuses, que refletem o amor da sociedade por dinheiro, tecnologia, celebridades e drogas. Shadow Moon é um ex-vigarista que agora serve como segurança e companheiro de viagem para o Sr. Wednesday, um homem fraudulento que é, na verdade, um dos velhos deuses, e está na Terra em uma missão: reunir forças para lutar contra as novas entidades.(Sinopse:Adoro Cinema)

 

THE WIDOW – 1 temporada

A viúva da história é Georgia Wells (Kate Beckinsale) uma mulher abalada pela morte do marido na explosão de um avião. Um dia ela pensa ter visto o "falecido" vivo e vai ao interior do Congo africano para descobrir a verdade. Uma série britânica com suspense e muita ação.

 

JACK RYAN – 1 temporada

Outra série para quem gosta do gênero ação. Inspirada nos livros de Tom Clancy ela apresenta o personagem Jack como um agente da CIA, recrutado para uma perigosa operação de campo pela primeira vez. Ele descobre um padrão na comunicação terrorista que o coloca no centro da missão contra inimigos que visam a destruição em uma escala global. John Krasinski que filmou o recente sucesso Um lugar silencioso é Jack Ryan. Original da Amazon Prime, a série está indo para sua terceira temporada.

 

Outras: Goliath, suspense e tribunal, com Billy Bob Thorton; Z:The beggining of everthing, a trajetória de Zelda e F. Scott Fitzgerald ;  Sneaky Pete, um golpista que assume a identidade de um companheiro de cela ; The Tick, baseada na história de quadrinhos homônima; The Grand Tour, uma série documental para quem gosta de aventuras e automóveis.

(*) Fotos reprodução/divulgação

____________________________________________________________

 

MENS@GEM PARA VOCÊ

Sobre a edição anterior "Histórias de amor dos livros para as telas":

E pra quem não se empolga muito com as histórias de amor tem ainda o "Orgulho e Preconceito e Zumbis", que pode parecer uma coisa absurda, mas tem feito sucesso entre os fãs da Jane Austen. O filme é bem feito e foi produzido pela Natalie Portman... Veja só! (Dedé Ribeiro)

____________________________________________________________

 

Ok, agora é só escolher e maratonar...

THE END

Tags:
cinema séries beijos de cinema arte cultura séries de TV netflix
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Brígida Poli

Brígida Poli

é jornalista. Cinéfila desde criancinha, converteu-se à mania das séries depois de assistir a "Os Sopranos". Não se considera crítica de cinema, apenas alguém que gosta de trocar ideias sobre a sétima arte.

Comentários