Novembro 21, 2019

Maju, notícias e a luta por audiência

Maju, notícias e a luta por audiência

Quando foi promovida de garota do tempo para âncora do Jornal Hoje, talvez Maria Julia Coutinho não soubesse que o desafio seria maior do que o esperado. Além de substituir corretamente uma profissional que estava há 16 anos no posto, ainda teria que dar conta da audiência do horário.

Pode um único apresentador de notícias ter todo esse peso? Claro que não, ainda mais concorrendo com programas populares nos demais canais. É uma disputa sem perspectiva para o formato de notícia da Globo ou qualquer canal.    

Pior ainda, o programa seguinte “Se joga” não tem jeito de emplacar e sofre derrotas consecutivas em muitas capitais. O resultado é que estão esticando o JH até quase duas e meia da tarde para tentar diminuir os danos no Ibope.

Maju parece ainda nervosa no ar, com certa dificuldade para lidar com caminhadas no imenso cenário e sucessivas trocas de câmeras e telas. Quanto pior para ela, pior para a audiência.

 

Ano difícil

O ano chega ao fim com muitas dificuldades para o futebol catarinense. Dentro do campo, onde os times não foram felizes nas competições nacionais, e fora, onde em vários momentos foi truncada a convivência diretores, comissões técnicas, jogadores e a imprensa.

No fundo, todos estão no mesmo barco. Acompanhar jogos em campeonatos de séries B e C sai muito mais caro. E manter a coerência editorial exige supervisão constante.

 

Avaí + NSC

Um ajuste no diálogo motivou, certamente, a reunião da direção da NSC e do Avaí, realizada há poucos dias, no Morro da Cruz.

 

CBN + Torcedora

O empate com o Cruzeiro, quarta-feira passada, confirmou o rebaixamento do Avaí para série B. Uma jornada importante e ao mesmo tempo delicada para as equipes esportivas do rádio da capital.

A Rádio CBN Diário colocou três comentaristas para avaliar o momento, mas chamou para o estúdio uma torcedora do Avaí. O espaço de opinião de profissionais não poderia ser dividido com uma única torcedora, por mais brilhante que tenha sido.

 

Final

A decisão da Libertadores entre Flamengo e River Plate sábado, 23, em Lima vai bater recorde de audiência, com certeza.

 

Porteiro

Quanto mais avança a investigação sobre o caso Vivendas da Barra mais fica claro que tem algo de muito errado no registro da voz do “seu Jair”. O porteiro agora diz que se equivocou e se sentiu pressionado no primeiro depoimento. Mais um questionamento se, ao levantar o assunto, o Jornal Nacional o fez de maneira incompleta, jornalisticamente equivocada. A própria emissora dizia que o presidente estava em Brasília quando o portão teria sido liberado para um dos possíveis assassinos de Marielle. Assim, continua em dúvida qualidade da informação, com o procedimento ético.   

Tags:
multimidia claiton selistre bastidores comunicação TV rádio jornal
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Claiton Selistre

Claiton Selistre

Jornalista formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, foi diretor de Jornalismo por 25 anos da RBS TV, TVCom e Rádio CBN/Diário em Santa Catarina. Antes atuou na  Rádio e TV Gaucha do grupo RBS e em redações de jornal, rádio e tv do grupo Caldas Jr. em Porto Alegre. Foi também repórter da na Sucursal do Jornal do Brasil. Planejou e Coordenou coberturas multimídia nas Copas do Mundo de Futebol na Alemanha, Argentina, Espanha, México, Itália, Estados Unidos, França e Japão/Coréia. Dirige a Making of há seis anos.

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!