Março 26, 2020

Mandetta muda discurso e critica quarentena

Mandetta muda discurso e critica quarentena
Reprodução

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, endossou ontem, 25, as críticas feitas pelo presidente Jair Bolsonaro às medidas de restrição de circulação de pessoas adotadas por governadores para combater o coronavírus, afirmando que quarentenas foram decididas de forma precipitada.

“Tem que arrumar esse negócio de quarentena, foi desarrumado, foi cedo, foi precipitado”, disse Mandetta em entrevista coletiva. “Ficou uma sensação de ‘entramos, e agora como sai dela?’”, completou o ministro que ainda afirmou que os governadores que adotaram medidas mais rigorosas de restrição de locomoção terão que se “reposicionar” rapidamente.

Mandetta, no entanto, defendeu que é preciso construir juntos uma saída coordenada que envolva governadores, prefeitos e o governo federal. “A saúde não é uma ilha, não vamos tratar isoladamente, não existe apenas o coronavírus”, disse.

Para o ministro, houve governos que tomaram decisões “muito assimétricas”. Ele disse que haverá momentos para se eventualmente decretar medidas mais drásticas de isolamento social, destacando, no entanto, que essas decisões têm de ser calibradas.

Mandetta afirmou que a adoção de uma quarentena sem prazo pode terminar virando uma “parede para as pessoas”. Ele declarou que a paralisação de atividades tem de ser feita de forma organizada e que propôs aos governadores que apresentem sugestões para se definir uma proposta nacional.

O ministro admitiu que o ministério está estudando uma sugestão feita por Bolsonaro de adotar o chamado “isolamento vertical”, que abrangeria apenas pessoas que se encontram no grupo de risco, como idosos e portadores de doenças crônicas. 

O vice Hamilton Mourão, porém, continua defendendo o isolamento social. “A posição do nosso governo, por enquanto, é uma só: isolamento e distanciamento social. Isso está sendo discutido e ontem (terça-feira, 24) o presidente buscou colocar. Pode ser que ele tenha se expressado de uma forma, digamos assim, que não foi a melhor”, afirmou.

(Com informações de Reuters e Estadão)

Tags:
Covi-19
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Redação Making Of

Comentários