Dezembro 31, 2018

Para reencontrar a meninazinha de olhos verdes no Ano Novo

Para reencontrar a meninazinha de olhos verdes no Ano Novo
Menina síria refugiada - foto Ag.Ecclesia/Cáritas

Desejo aos leitores que, em 2019, reencontremos a meninazinha de olhos verdes, descrita por Mário Quintana no poema "Ano Novo". Sem ela nada é possível, mas depende de nós achá-la e protegê-la.

Lá bem no alto do décimo segundo andar do ano/Vive uma louca chamada Esperança/E ela pensa que quando todas as buzinas/Todos os tambores/Todos os reco-recos tocarem:– Ó delicioso voo!/Ela será encontrada miraculosamente incólume na calçada – outra vez criança/E em torno dela indagará o povo :– Como é o teu nome, meninazinha dos olhos verdes?/E ela lhes dirá ( É preciso dizer-lhes tudo de novo )/Ela lhes dirá bem alto, para que não se esqueçam:– O meu nome é ES – PE – RAN – ÇA ...

Tags:
cinema séries beijos de cinema arte cultura séries de TV netflix
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Brígida Poli

Brígida Poli

é jornalista. Cinéfila desde criancinha, converteu-se à mania das séries depois de assistir a "Os Sopranos". Não se considera crítica de cinema, apenas alguém que gosta de trocar ideias sobre a sétima arte.

Comentários