Agosto 07, 2020

Ministra nega liberdade a homem que invadiu Globo e fez repórter refém

Ministra nega liberdade a homem que invadiu Globo e fez repórter refém

A ministra do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Laurita Vaz negou pedido de liberdade a Thomas Rainer Francisco Rosa, preso em flagrante em junho último após ter invadido a sede da Rede Globo, no Rio de Janeiro, e, com o uso de uma faca, ter feito uma jornalista refém enquanto exigia a presença da apresentadora Renata Vasconcelos. A investigação aponta que haveria a intenção de sequestrar a apresentadora.

Para a ministra, os elementos apresentados nos autos até o momento indicam alto grau de periculosidade do réu, e constituem fundamentação suficiente para a decretação da prisão cautelar como forma de garantir a ordem pública.

De acordo com os autos, Thomas Rosa imobilizou a vítima com um "mata-leão" e apontou a faca para o pescoço. Ainda segundo o inquérito, durante a ação, o invasor pressionava partes íntimas contra o corpo da jornalista, cheirava o pescoço dela e elogiava os atributos físicos.

A defesa de Rosa argumentou que ele soltou a repórter assim que avistou Renata Vasconcellos, por quem ele foi procurar, e que não existem evidências de que ele seria ameaça a ordem pública ou geraria comoção social caso fosse solto. As informações são do STJ.

Tags:
comunicacao
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Redação Making Of

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!