Junho 24, 2019

Moacir Pereira é condenado por ofensas à comunidade indígena

Moacir Pereira é condenado por ofensas à comunidade indígena
Reprodução

O jornalista Moacir Pereira, do Grupo NSC, foi condenado pela Justiça Federal de Florianópolis a pagar de R$ 50 mil de indenização por danos morais à Comunidade Indígena Morro dos Cavalos, de Palhoça (SC).

A sentença é da juíza Marjôrie Cristina Freiberger, proferida na sexta-feira, 21. Ela atendeu ao pedido da Defensoria Pública da União (DPU), que representou a cacique e alegou a publicação, no blog e na coluna do jornalista, de afirmações preconceituosas e discriminatórias contra a comunidade.

A sentença faz referência a diversas publicações, entre 2012 e 2014, sobre a questão das obras de duplicação da BR-101 e da demarcação de terras indígenas. Em uma delas Moacir escreveu: "A Funai vetou a duplicação da BR-101 no Morro dos Cavalos. A Procuradoria da República, também. O veto exigirá dois túneis e dois viadutos, ao custo de 650 milhões de reais. De janeiro de 2012 a abril de 2013, a Polícia Rodoviária registrou 3 acidentes a cada dois dias, com 19 mortos. Quer dizer: protegem os índios para a matança dos brancos. No related posts. Postado por Moacir Pereira, às 9:14".

Em defesa, o profissional alegou exercer o "papel de informar, comentar e abordar assuntos de interesse da população". A defesa disse ainda que "não há qualquer intuito discriminatório ou preconceituoso em suas [do jornalista] publicações". Ele pode recorrer ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), em Porto Alegre.

As informações são do Floripa News com fonte da Justiça Federal em Santa Catarina, seção de Comunicação Social. PROCEDIMENTO COMUM Nº 5022304-62.2015.4.04.7200

Tags:
comunicacao
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Redação Making Of

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!