Março 23, 2020

Na crise, nem informação demais, nem de menos

Na crise, nem informação demais, nem de menos
Reprodução

Chega um momento em que é preciso escolher a forma de se atualizar, um ou vários canais confiáveis na internet, rádio ou TV, e a periodicidade diária. Há muita informação disponível no momento sobre o coronavírus e o excesso pode fazer tão mal quanto a falta.

Dizem psicólogas, uma delas entrevistadas na GloboNews, Maria Helena Franco, que a recomendação é um balanço. Informação em exagero pode aumentar a ansiedade.

Assim, depois de saber as últimas notícias, a recomendação é partir para opções mais condizentes com período de quarentena: leitura, filmes, séries, uma boa circulada nas redes sociais, deixando de lado os pessimistas e aqueles que vão contra a sua linha de pensamento.

 

Política

As mensagens politizadas estão muito chatas no momento, tanto quanto os chamamentos para orações e simpatias. Ninguém está imune. Hoje, por exemplo, acordei com um copo de água na mesa de cabeceira para tomar só depois do café da manhã.

Só não lembro o motivo.

 

Comunicação

Na linha de frente da comunicação sobre a pandemia está o pessoal do ministério da Saúde, desde o início. Transparência total.

Depois, há quatro destaques em todo o País:  governador de São Paulo, João Doria; o governador do Rio, Wilson Witzel; e juntos, o prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro e o governador catarinense, Carlos Moisés.

Nem todas as medidas foram acertadas ou suficientes, mas os quatro tomaram a dianteira e se posicionaram à população, o que por si só deu mais força a todos para enfrentar este momento terrível.

 

Cacau

Depois de assinar contrato com a ND, Cacau Menezes disse que vai começar a trabalhar em abril. Se ele quiser ocupar seus espaços na TV, internet home office, em Jurerê,  o colunista pode manter o que disse. Mas, se depender da crise do coronavírus, vai ter que adiar, pois está no grupo de risco devido à idade.

 

Leo

O anúncio de que Leo Coelho vai atuar na NSC foi a novidade nesta segunda de feriado em Florianópolis. O jornalista, que começou na CBN Diário como estagiário, continua na Band realizando seu programa Bon Vivant, aos sábados.

Por isso, não se trata de uma substituição do Cacau, já que Leo não terá participação no Jornal do Almoço. Mas poderá dar uma avivada no meio digital da NSC, que ainda não embalou, depois do fechamento dos jornais no ano passado.

Embora tenha apenas 43 anos, Leo já tem uma boa experiência no mercado, onde sempre atualizou também na comercialização dos seus espaços. Não será o caso agora na NSC, pelo que ele disse à coluna. Esse viés vai manter na Band

O publicitário Daniel Araújo foi o padrinho na ampliação de ares de Leo.

 

Quarentena

Ao ser entrevistado no programa “Fim de Expediente”, da CBN São Paulo, o professor Leandro Karnal deu um show de comunicação. Quando perguntaram como ele tinha lidado com o sucesso, respondeu entre outras coisas que havia sido uma batalha de 33 anos e envolvido muitas outras pessoas.

“Tem muita gente incompetente que é famosa. O contrário também. Nem sempre o ator que ganha o Oscar é o melhor de sua geração”, garantiu Karnal com muito bom humor.

 

Respeito

Não adianta ter audiência e não ser mais respeitado.

 

Oração

Uma cena que tem emocionado: os moradores de rua reunidos em oração na passarela Nego Quirido, em Florianópolis. Agradecem a refeição recebida. 

(Imagens enviadas pela colega Yula Jorge)

Tags:
multimidia claiton selistre bastidores comunicação TV rádio jornal
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Claiton Selistre

Claiton Selistre

Jornalista formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, foi diretor de Jornalismo por 25 anos da RBS TV, TVCom e Rádio CBN/Diário em Santa Catarina. Antes atuou na  Rádio e TV Gaucha do grupo RBS e em redações de jornal, rádio e tv do grupo Caldas Jr. em Porto Alegre. Foi também repórter da na Sucursal do Jornal do Brasil. Planejou e Coordenou coberturas multimídia nas Copas do Mundo de Futebol na Alemanha, Argentina, Espanha, México, Itália, Estados Unidos, França e Japão/Coréia. Dirige a Making of há seis anos.

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!