Abril 06, 2020

Nossa Jogada

Nossa Jogada

Nunca será como antes...

Saudades! Quando me dizem que quando terminar a quarentena, a vida e o mundo não serão mais os mesmos, eu acredito. Vivi tanto que há coisas que nunca serão como antes. Nunca mais iremos unir os dois, como era no tempo da TV Cultura, no programa “Bola em Jogo”, patrocinado pelo vascaíno Altamiro Philippi, cunhado do Rico Fontes.

A cidade desfrutava, na tela da TV Cultura, da conversa entre estes dois na hora do almoço. Tempo em que a gente ficava na fila da Ponte HL, parado na Avenida Rio Branco e Rua Felipe Schmidt, esperando o guarda mandar passar 10 carros de cada vez, para ir almoçar em casa.

Na foto para a eternidade: Miguel Livramento e Roberto Alves.

A Ilha nunca mais será igual!

Yhava e Avahy

De trás para frente: os nomes dos filhos da Dona Regina e do seu Alberto Elói Feliciano Alves, que nasceram na Ilha, segunda década do século passado. Com esta decisão, o casal – como era comum naquele tempo, decidiu homenagear os heróis catarinenses na Batalha do Avahy, durante a Guerra do Paraguai.  Seu Yhava nasceu em 1916.

Maldade sem...

Por causa desta coincidência a turma tem a mania de associar o nome do pai do Roberto Alves – Yhava - Avahy de trás para frente, ao nome original do Avahy Foot-ball Club - (Avaí F.C.).

Mas como?

O seu Yhava nasceu em 1916 e o time de futebol foi fundado sete anos depois, por iniciativa do Cocoroca - Arnaldo Pinto de Oliveira que convenceu o senhor Amadeu Horn a mudar o nome original de Independência Foot-ball Club para Avahy, em 1° de setembro de 1923.

Que maldade!

O Roberto Alves declarou várias vezes que o clube do coração é o Paula Ramos, campeão da cidade e do estado em 1959, que extinguiu o departamento de futebol na década de 60, por causa dos custos.

 

Os Melhores em SC

1 – Os melhores do Avaí com Carteira de Identidade de SC: Rubens; Binha, Jardel, Veneza e Orivaldo; Lourival, Rogério e Zenon;  Fantick, Cavallazzi e Lico.

2 – Os melhores do Figueirense com CI de SC: Da Costa; Pinga, Nelson, Trilha e Felipe Luiz; Adaírton, Valério e Luiz Everton; Caco, Toninho e Zé Carlos.

3 – Os melhores Avaí de outras cidades: Fosatti; Guga, Betão, Paulo Henrique e JJ Rodrigues; Regis, Adilson Heleno e Celsinho; Ademir, Décio Antonio e Dão.

4 – Os melhores do Figueirense de outras cidades: Célio; Ari Cabeção, Cleber, Chicão e André Santos; Sergio Lopes, Henrique e Firmino; Marcos, Tião Marino e Volmir.

5 - Para o Roberto Costa: - Gainetti; Pinga, Trilha, Veneza e Felipe Luiz; Rogério, Zenon e Cavallazzi; Toninho, Norberto Hoppe e Lico. Todos com CI de SC.

Fórmula de Disputa

Se depender dos entendidos um campeonato se jogaria a cada domingo, num único jogo de mata-mata, com eles escolhendo os clubes, por decreto, que deveriam decidir o título. Eles não têm paciência. Esquecem que todo os outros "campeonatos" se joga por mata-mata. Eles acreditam que irão morrer na segunda-feira.

De nove?

Pelo Whats o assessor de comunicação do Avaí, Carlos Alberto Ferreira, me manda uma mensagem: "Li a coluna no Portal Makingof da última quinta-feira. Acho que seria legal ter um título para cada uma das colunas. Eu não vi Cavallazzi jogar. Não posso opinar sobre suas qualidades. Só escuto coisas boas. Você o colocou de 9, ao que parece ele era 10, não?".

Resposta

Ele revezava no ataque com o Morelli. Como quis "escalar" no meu time de lembranças não poderia tirar o Pelé (10), então o coloquei como falso (9), que está em moda.

Paulinho Abraham - o "Boca"

Torcedor do Flamengo e às vezes do Figueirense: "Saudades do Bitanha. Parabéns amigo! Tens razão, beber com a mulher em casa não tem graça".

Dr. Tullo Cavallazzi Filho

Sobrinho: "Brito, sensacional. Obrigado. Estou reenviando aos amigos".

João Cavallazzi

O primo: "Show! Grande Bitanha! Grande resgate!".

Seleção Catarinense

Uma das últimas seleções catarinenses de futebol a participar de um brasileiro, em 1960, foi treinada por Saulzinho – Saul Oliveira e teve estes jogadores como titulares: Gainetti; Picolé, Ivo, Antoninho e Tenente; Nelinho, Valério e Teixeirinha; Galego, Edésio e Almerindo.

O Vandrei Bion gostou! 

Não tem...

O ano de 2020 não tem um número bonito. Iremos lembrar que não tivemos as Olimpíadas no Japão, o Grande Torneio de Tênis Wimbledon, os campeonatos de futebol em todo o mundo foram suspensos e que Roger Federer, o melhor tenista atual, completará 39 anos em agosto, mas não poderá disputar o Wimbledon e conquistar o seu 21º título, no ano que vem: em 2021 ele terá 40 anos. Que se tornará o tenista mais velho a conquistar o torneio de Londres.

O Tempo dirá...

"Foi um jogo. Tudo é um jogo. Sabe, o sol pode sumir do céu amanhã. O avião pode cair. As luzes se apagarem. Sabe, a vida é um jogo".

A citação foi tirada do livro: CNN – A História Real. Hank Whittemore. Editora Best Seller,  1990.

Tags:
futebol nossa jogada paulo brito
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Exclusivo

Nossa Jogada

Maio 25, 2020
Exclusivo

Nossa Jogada

Maio 21, 2020
Exclusivo

Nossa Jogada

Maio 18, 2020
Exclusivo

Nossa Jogada

Maio 14, 2020

Paulo Brito

Paulo Brito

Paulo Brito nasceu em Florianópolis, graduou-se em jornalismo na PUC RS em 1972, mas desde 1971 exerce o ofício de comentarista esportivo, tendo trabalhado em jornais, rádios e televisões nas praças de POA, SP, BCN e FLN. Foi professor do IEE: - Instituto Estadual de Educação e no Colégio Catarinense, profissão que o levou a UFSC: - Universidade Federal de Santa Catarina onde permaneceu até 1998. Foi membro da Comissão que criou o Curso de Jornalismo na Federal de SC. Além de colunista no Portal Making Of é comentarista na Rádio Guarujá.

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!