Maio 26, 2020

O Coronavírus ataca a Assembleia e a CPI

O Coronavírus ataca a Assembleia e a CPI
ARQUIVO DA ASSEMBLEIA

O motivo para existir uma compra de respiradores, investigada por antecipar R$ 33 milhões em pagamentos, o combate ao Coronavírus, é o mesmo que tira a atividade na Assembleia por uma semana.

A confirmação de um teste positivo para a Covid-19 em um dos servidores do Legislativo e a suspeita de que a doença pode ter atingido outros quatro, fez com que o presidente Julio Garcia não titubeasse em cancelar sessões, reuniões de comissões e a aguardada reunião da CPI dos Respiradores, onde seriam ouvidos os ex-secretários Helton Zeferino (Saúde) e Douglas Borba (Casa Civil) e a servidora de carreira Márcia Regina Geremias Pauli, ex-superintendente de Gestão Administrativa da Secretaria Estadual da Saúde.

Curiosamente, a mesma Márcia Regina que foi à imprensa defender-se a apontar eventuais culpados, entre eles Zeferino e Borba, entrou com um pedido de habeas-corpus preventivo com pedido de liminar, negado pelo desembargador Ernani Guetten de Almeida, do Tribunal de Justiça, para evitar produzir provas contra si na oitiva e certamente a pressão que viria dos parlamentares, bem mais incisivos do que o contato que teve anterior com a sociedade onde o objetivo era dar sua versão aos fatos.

A servidora é figura-chave na investigação da compra dos respiradores, já foi inocentada na própria CPI por quem chefiava, mas apresenta uma estratégia estranha às vésperas do momento que mais deveria valorizar, isso depois de prestar três depoimentos ao MP e à Polícia Civil, sem que lhe fosse imputada qualquer culpa.

 

Na semana que vem

Toda a expectativa gerada pela CPI, a semana que seria decisiva, será transferida para o início de junho, inclusive com a real possibilidade de acareação entre Helton, Douglas e Márcia.

O exercício será apertar o calendário, como prejuízo como admite o próprio relator, deputado Ivan Naatz (PL), ou conseguir uma prorrogação em função do inusitado momento que o Coronavírus propiciou, com possibilidade, porém, do deputado se debruçar sobre os depoimentos dados ao Ministério Público e Polícia Civil, agora disponibilizado à CPI.  

 

Um absurdo

Deputado Jessé Lopes (PSL), já marcado por declarações jocosas como a de que “mulher gosta de ser assediada”, passou de todos os limites éticos ao publicar nas redes sociais o ataque à honra do governador Carlos Moisés e do ex-secretário Douglas Borba sobre o suposto fato de um dos dois ter engravidado uma servidora da Casa Civil.

Mais execrável e lamentável, porém, é o fato de Jessé ter dado mais um passo infeliz contra uma mulher, sem o menor respeito por liberdade ou opção da mesma, tratando-a como um objeto e lhe impondo uma pecha ou marca de puro desprezo. Veja o que o governador disse, em vídeo sobre o problema:

 

Não há outra solução

A Assembleia, dona de enorme protagonismo, tem a chance de seguir a orientação do seu presidente, deputado Julio Garcia (PSD), que, em texto claro e objetivo, fez questão de se manifestar sobre o tema indigesto.

Sem citar nomes, Julio deu a letra de como a situação criada por Jessé deve ser tratada: “A Presidência da Assembleia Legislativa não compartilha com iniciativas que, de alguma forma, venham a ferir a honra das pessoas, bem como não compactua com pré-julgamentos em quaisquer circunstâncias”. Leia na íntegra:

NOTA DA PRESIDÊNCIA

 

Aos parlamentares cabe debater idéias e projetos para superar desafios e encontrar caminhos para o desenvolvimento econômico e social do nosso Estado, com vistas a uma melhor qualidade de vida para todos.

A Presidência da Assembleia Legislativa não compartilha com iniciativas que, de alguma forma, venham a ferir a honra das pessoas, bem como não compactua com pré-julgamentos em quaisquer circunstâncias.

 

Florianópolis, 25 de maio de 2020.

 

Sequência

É esperada uma reação muito forte da bancada feminina da Assembleia, com a exceção de sempre, para impor mais uma análise na Comissão de Ética da casa contra o deputado do PSL, que, a propósito, por essas e por outras, já está suspenso por um ano do partido.

Moisés já avisou que serão tomadas medidas jurídicas contra o ato e deveria ir mais além, que a ação judicial atinja os que espalharam o assunto como se tratasse de uma brincadeira, algo engraçadinho, sem avaliar as consequências, um pedido para afastar as fake News do cotidiano.

 

Até o PSL

Manifestações duras como da deputada Ada de Luca (MDB), conterrânea de Jessé, não foram isoladas.

O PSL, que já puniu o deputado, nem quis saber dos argumentos de Jessé de que pretendia fazer uma espécie de analogia entre a compra dos respiradores e o evento, que narrou como verdadeiro, da suposta troca de pais e a necessidade de um teste de DNA da criança.

 

Quando retornar

A Assembleia já vivia uma rotina de muitos cuidados, onde era limitada a permanência de assessores, três por gabinetes, e pessoas não relacionadas entre servidores e parlamentares não tinham acesso às dependências do Palácio Barriga Verde.

Os jornalistas não entravam mais para acompanhar as sessões presenciais em plenário e as reuniões das comissões, até mesmo da CPI dos Respiradores. Quando retornar às atividades, no dia 1º de junho, os cuidados serão redobrados, muito além da higienização, que será feita durante esta semana. 

 

Tags:
roberto-azevedo política economia bastidores da política Santa Catarina
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Roberto Azevedo

Roberto Azevedo
Jornalista com 35 anos de profissão. Foi repórter, editor, chefe de Reportagem, editor-chefe, chefe de Redação, gerente e diretor de Jornalismo na RBS TV (Blumenau e Florianópolis), hoje NSC TV; na TV Record (Florianópolis) e na Rede TV Sul (hoje SCC SBT); comentarista na RIC TV (hoje NDTV) e na Record News; editor de Política e colunista no Diário Catarinense (DC), e colunista no Notícias do Dia. Atuou nas rádios União AM e FM (Blumenau e Florianópolis), e na Rádio Record da Capital. Atualmente, além do Making Of, assina uma coluna no Diarinho (Itajaí), faz comentários nas rádios do Grupo RCC (Bombinhas e Nova Trento), na 105 FM (Jaraguá do Sul) e na Cidade em Dia FM, de Criciúma, e é diretor de Conteúdo na TVBV (Band).
  • Youtube

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!