Novembro 24, 2019

O fascínio do cinema pelo universo dos livros

O fascínio do cinema pelo universo dos livros
Sean Connery em O Nome da Rosa

Se o cinema tem um auto encantamento pela sala escura, onde se projeta o resultado artístico daquela que é conhecida como a sétima arte, ele também admira imensamente o ambiente que, segundo o escritor Roberto Cattani, tem " sua própria personalidade, seu perfume exclusivo, seu fascínio histórico, uma atmosfera que nos encanta ou espanta. Cada biblioteca é um personagem único".  Cattani, de quem vocês já leram belos artigos aqui, lança esta semana o livro Bibliotecas em chamas (leia mais no final da coluna), a inspiração para o tema desta edição.

O cinema já prestou homenagem, várias vezes, a esses lugares quase sagrados que guardam uma das grandes criações humanas, os livros. Selecionei alguns títulos onde bibliotecas e livrarias aparecem como cenário, pano de fundo ou mesmo personagem. Como sempre a lista está aberta a complementações. Boa leitura, bons filmes. Até a próxima sessão.

___________________________________________________________

 

A LIVRARIA – direção: Isabel Coixet – 2018

Disponível na Netflix, esse filme recebeu 11 prêmios internacionais, incluindo o Prêmio Goya, o mais importante do cinema espanhol. A personagem central é Florence Green, uma viúva da segunda Guerra Mundial, que decide abrir uma livraria em uma pequena cidade da costa da Inglaterra. Ela transforma sua própria casa – chamada de Old House pela comunidade - na livraria. Depois do primeiro estranhamento, os habitantes da vila embarcam na aventura que a leitura proporciona e Florence começa a mudar o foco para ensaios e ficção. Tudo vai bem até que uma moradora tradicional da cidade resolve que quer transformar a Old House em um Centro Cultural, mais voltado pra eventos sociais. Duas ótimas atrizes representam as rivais, Emily Mortimer e Patricia Clarkson.

***

 

NUNCA TE VI, SEMPRE TE AMEI – direção:David Jones – 1987

Este foi o primeiro filme que veio a minha memória, embora o ambiente seja o de uma pequena livraria. Sensível, com interpretações marcantes de Anthony Hopkins e Anne Bancroft, ele conta a história de uma escritora americana que escreve para um livreiro inglês, procurando edições raras de livros. Ali, começa uma amizade por cartas que dura 20 anos. Quando Nunca te vi, sempre te amei foi filmado, a livraria já tinha virado uma loja de discos, então foi recriada em estúdio. O papel da escritora rendeu prêmios importantes a Anne Bancroft.

 

O NOME DA ROSA – direção: Jean-Jacques Annaud – 1986

Sim, eu sei que este filme já esteve na edição da semana passada, sobre o Sean Connery, mas não dá pra deixá-lo de fora quando o assunto é biblioteca. Ele é ambientado numa época em que os livros eram privilégio da Igreja, afinal desde sempre se sabe que informação é poder...Bem, fazer uma adaptação do livro de Umberto Eco para o cinema foi uma grande ousadia do diretor francês, Jean Jascques-Annaud. Não por acaso o filme levou cinco anos para sair do papel. O resultado foi muito bom! A trama se passa em um remoto mosteiro no norte da Itália em plena Idade Média. Sean Connery é William de Baskerville, um monge franciscano, que junto com seu ajudante, o noviço Adso de Melk ( Christian Slater então com 15 anos), começa a investigar a misteriosa morte de monges no local. Ao contrário dos demais clérigos, que acreditavam que as mortes eram obras da ação demoníaca e sinais do apocalipse, William e Adso são movidos pelo conhecimento racional, pela experiência, pela investigação e a dedução.

 

MENSAGEM PARA VOCÊ – direção: Nora Ephrom – 1999

Um filme simpático, com uma dupla que sempre deu certo no cinema. Sinopse: proprietária de uma pequena livraria, Kathleen (Meg Ryan) praticamente mora com seu noivo (Greg Kinnear), mas o "trai" através da internet com um desconhecido, pois todo dia ela manda pelo menos um e-mail para ele. Seu misterioso amigo (Tom Hanks) também faz o mesmo e passa pela mesma situação: "infiel" com sua noiva (Parker Posey). De repente, a vida dela abalada com a chegada de uma enorme livraria, que pode acabar com um negócio que da sua família há 42 anos, e ela passa a não suportar um executivo que comanda esta mega-livraria, sem imaginar que o mesmo homem com quem ela conversa pela internet. Após algum tempo, ele toma consciência da situação, mas teme se revelar e muito menos dizer que se sente atraído por ela.

Mens@gem Para Você é um remake atualizado para a época da internet. A peça de Miklos Laszlo foi filmada antes como A Loja da Esquina (1940) e A Noiva Desconhecida (1949).

 

UM LUGAR CHAMADO NOTTING HILL – direção: Roger Michell – 1999

Já falei em filme simpático, né? Pois este é ainda é mais. Nunca imaginei que Julia Roberts e Hugh Grant teriam tanta química na tela! Ele é William Thacker , dono de uma pequena livraria em Londres, quando a monotonia de sua existência é sacudida ao conhecer a famosa atriz americana, Anna Scott, interpretada por Julia. Ela entra em sua loja e, sem saber que estava diante de uma estrela, o livreiro acaba se apaixonando. Outra coisa linda do filme é a canção She, na interpretação do francês Charles Aznavour.

 

EX-LIBRIS (DOC) – direção : Frederick Weiseman- 2017

O documentário retrata a Biblioteca Pública de Nova York, uma das maiores instituições de aprendizado do mundo. Considerado um lugar venerável de acolhimento, intercâmbio cultural e criatividade intelectual, sua história acabou colocando o filme na lista dos 100 melhores de 2017.

 

THE PUBLIC – direção: Emilio Estevez – 2018

Esse filme traz uma abordagem diferente. Sinopse: em uma biblioteca pública de Cincinnati, em Ohio, muitos dos clientes são moradores de rua e pessoas com problemas mentais. Quando o inverno severo começa a causar mortes por hipotermia nas ruas, os funcionários da biblioteca decidem transformá-la em um abrigo de emergência. O que eles não esperavam é que esse pequeno ato de desobediência fosse atrair tanta atenção da polícia, se transformando em uma grande batalha.

Irmão do polêmico Charlie Sheen e filho de Martin Sheen, esta é a 6ª vez de Emilio Estevez na direção. Ele atua no filme, ao lado de Alec Baldwin.

___________________________________________________________

 

DROPS

Vem aí

Don´t read this on a plane , uma comédia dramática dirigida pelo australiano Stuart McBratney, rodada na Lello, uma das livrarias mais belas do mundo. Esta é a segunda vez que a Livraria Lello, situada na cidade do Porto, em Portugal, serve de cenário para um filme. O primeiro foi O Xangô de Baker Street, baseado no livro de Jô Soares. Don`t read this on a plane conta as aventuras de uma escritora americana pela Europa, depois que seu editor foi a falência. Uma boa chance para se ver partes da icônica livraria.



Em Cartaz

Chegou no Telecine Poderia me perdoar ? cuja história também circula por livrarias e bibliotecas, mas de forma não to favorável. Melissa McCarthy interpreta a jornalista Lee Israel que, falida, decide forjar e vender cartas de personalidades já falecidas. O negócio criminoso dá muito certo, mas surgem as primeiras suspeitas sobre a autenticidade. Para não parar de lucrar, Lee modifica o esquema e passa a roubar os textos originais de arquivos e bibliotecas. Baseado em uma história real. O filme é bom, mas as interpretações de Melissa e de Richard E.Grant, no papel do amigo maluco e cúmplice da jornalista, são excelentes. Melissa concorreu ao Oscar de Melhor Atriz e perdeu para Glenn Close de A Esposa.



Uma cena

Em Desejo e Reparação, de Joe Wright, de 2007, uma das cenas cruciais para a história se passa na biblioteca da casa. É lá que Cecília (Keira Knightley, num vestido longo verde estonteante) e Robbie (James McAvoy) finalmente se entregam a ao desejo ( contra uma estante repleta de livros). Mas também são vistos pela irmã caçula de Cecília, o que irá ditar a tragédia a seguir. Filmaço!

 

Outras cenas

Vários outros filmes têm cenas importantes em bibliotecas, como em Bonequinha de Luxo, com Audrey Hepburn , Um sonho de liberdade, com Morgan Freeman e Tim Robins e Todos os homens do presidente, só para citar alguns. As bibliotecas também marcam presença, de forma mágica, em Harry Potter e em A Bela e a Fera.

___________________________________________________________

 

FORA DE SÉRIE

The Librarians/ Os bibliotecários – 3 temporadas – TNT

Pois não é que também tem série ambientada no mundo dos livros? The Librarians é uma antiga organização escondida nos porões da livraria pública do Metropolitan que se dedica a proteger o mundo da realidade mágica que existe por todos os lados. O grupo resolve mistérios impossíveis, luta com ameaças sobrenaturais e recupera artefatos poderosos em todo mundo, incluindo a Lança do Destino, o Cálice Sagrado e a espada Excalibur.

Flynn Carsen serviu como "o bibliotecário" durante 10 anos, porém agora ele precisa de ajuda. Para isso, foram recrutadas pessoas de todo o mundo, incluindo uma agente de contraterrorismo altamente treinada que é responsável por proteger e manter todos vivos; uma pessoa com o QI de 190 e conhecimento enciclopédico de história da arte; Cassandra, uma jovem com dons especiais e Ezekiel Jones, um mestre em novas tecnologias. A equipe é supervisionada por Jenkins, o expert em lendas antigas que vem trabalhando na organização por muito tempo.

O maior inimigo do grupo é o culto milenar chamado Serpent Brotherhood, liderado pelo misterioso e imortal Dulaque.

___________________________________________________________

 

DICA DE LEITURA

BIBLIOTECAS EM CHAMAS

Lembram que eu escrevi lá em cima sobre o livro Bibliotecas em Chamas, inspiração para o tema desta edição ? O autor, Roberto Cattani, reuniu histórias reais sobre bibliotecas que mais parecem fábulas. São textos curtos, com acontecimentos vibrantes, divertidos, pouco conhecidos da maioria dos leitores. A enciclopédia de 35 mil volumes do imperador chinês; as encadernações fosforescentes do alquimista de Bagdá; o ' libricídio" de Saravejo; a biblioteca lunar; a Biblioteca do Futuro, cujas obras-primas só serão abertas em 2114, são algumas destas histórias fascinantes.

Este é o 19° livro de Roberto Cattani, jornalista, tradutor e escritor italiano, radicado em Florianópolis. O lançamento de Bibliotecas em Chamas, pela Editora Insular, acontece nesta quinta-feira, 21/11, das 19h às 21h, na Biblioteca de Arte e Cultura do CIC-Centro Integrado de Cultura, Florianópolis. O livro estará disponível no site da Editora Insular.

___________________________________________________________

THE END

(*)Fotosdivulgação/reprodução

Tags:
cinema séries beijos de cinema arte cultura séries de TV netflix
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Brígida Poli

Brígida Poli

é jornalista. Cinéfila desde criancinha, converteu-se à mania das séries depois de assistir a "Os Sopranos". Não se considera crítica de cinema, apenas alguém que gosta de trocar ideias sobre a sétima arte.

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!