Janeiro 25, 2020

O NAZISMO NAS TELAS

O NAZISMO NAS TELAS

O tema não é novo na coluna. Já escrevi aqui sobre filmes que retratavam o nazismo e o fascismo. Mas, o assunto voltou à berlinda de forma tão retumbante que merece uma segunda edição. Como todos sabem, o ex-secretário nacional da Cultura, Roberto Alvim, gravou um vídeo onde praticamente repetia as palavras de Joseph  Goebbels, ministro da Propaganda de Adolph Hitler. A repercussão foi tão grande que Alvim foi exonerado do cargo. As palavras de Goebbels (a frase mais famosa, não usada pelo ex-secretário,  é "uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade") remexeram na terrível  ferida de um período da História universal jamais cicatrizado. O cinema já se debruçou sobre o assunto inúmeras vezes, mostrando o holocausto em todo o seu horror.

Listei alguns filmes, deixando de fora clássicos como A Lista de Schindler e O Pianista por serem por demais conhecidos. Preferi indicar a vocês outros títulos . Seja como for, que sirvam para estarmos atentos , pois como alerta o personagem criado pelo diretor sueco Ingmar Bergman em O ovo da serpente...

[...] qualquer um que fizer o mínimo esforço poderá ver o que nos espera no futuro. É como um ovo de serpente. Através das membranas finas pode-se distinguir o réptil já perfeitamente formado.( Hans Vergerus)

Boa leitura, bons filmes.

*****************************************************************************************

O OVO DA SERPENTE – Igmar Bergman ( 1977)

O título do filme do grande Bergman é uma expressão que se tem ouvido muito nos últimos tempos. Ela vem de um trecho da peça de Shakespeare, "Imagine-o como o ovo de uma serpente do qual ,após chocado, cresceria algo deliberadamente problemático e mate-o ainda na casca". Ela é também a inspiração para a frase do personagem Vergerus.

A trama do filme se passa em Berlim, em 1923, e mostra os conflitos e a desordem que antecederam a ascensão do nazismo.  Abel Rosenberg (David Carradine) é um trapezista judeu desempregado que acaba de descobrir que seu irmão Max se suicidara. Ele acaba tendo um caso com com a viúva do irmão (Liv Ulman) e se emprega numa clínica onde são feitas experiências em humanos. Bergman – que na época estava "exilado" na Alemanha- reconstruiu meticulosamente a Berlim da época, para tecer uma profunda reflexão sobre as origens do Nazismo.

****************************************************************************************************

MEPHISTO - István Szabó - (1981)

Ganhador do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, trata-se da versão cinematográfica da novela do mesmo nome de Klaus Mann . Hendrik Hoefgen (Klaus Maria Brandauer ) é um ator ambicioso em busca do sucesso e para isso sacrifica tudo o que acredita: esquece seus ideais bolcheviques,  sua mulata amante alemã e os próprios escrúpulos para tornar-se o maior ator do regime nazista e, depois, diretor do Teatro Nacional Alemão. Seu ego cresceu proporcionalmente ao tamanho de sua fama, o que acabou causando o seu trágico destino. Filmaço com tema que tem muito a ver com nosso momento atual.

****************************************************************************************************

 A OUTRA HISTÓRIA AMERICANA – Tony Kaye  (1999)

Um filme incômodo e necessário, com grande interpretação de Edward Norton. A trama: Derek ( Norton) é o líder de um grupo de skinheads de Venice Beach, Los Angeles, preso após assassinar brutalmente dois homens negros em frente à sua casa. O outro irmão é Danny (Edward Furlong) um adolescente confuso, que acaba também se unindo ao grupo neonazista  enquanto Derek está na cadeia. Quando sai de lá, onde conheceu e refletiu sobre outra realidade, ele tenta resgatar o irmão caçula.O filme tem 20 anos, mas os temas infelizmente são atuais: racismo, antissemitismo, posse de armas, neonazismo...

****************************************************************************************************

LORE – Cate Shortland – (2013)

Uma abordagem diferente do pós-guerra. O que acontece com os filhos de quem participou ativamente dos horrores do nazismo? Crianças inocentes que carregam o estigma dos pais? A trama: O exército alemão entrou em colapso. O Terceiro Reich chegou ao fim e os aliados ocuparam a Alemanha na primavera de 1945. Esta situação faz com que a família da jovem Lore (Saskia Rosendahl) se desintegre, já que seu pai (Hans-Jochen Wagner), um oficial da polícia nazista, foge às pressas e logo é seguido pela mãe (Ursina Lardi). Lore recebe instruções para levar seus quatro irmãos mais novos ao encontro da avó, que vive na distante Hamburgo, precisando enfrentar a fome, o frio e os perigos inerentes da viagem

****************************************************************************************************

ELE ESTÁ DE VOLTA – David Wnendt (2015)

Imaginemos que Hitler, o monstro responsável pelo genocídio de judeus, ciganos, gays, eslavos, grupos religiosos como Testemunhas de Jeová e outros...não tivesse realmente se suicidado no bunker após perder a guerra. E voltasse , lépido e fagueiro, em 2014?!!! Uma história de humor ácido como esta só poderia causar polêmica. E causou.  O filme é cômico nas partes em que Hitler se depara com um mundo bem diferente, inclusive  a Alemanha sendo dirigida por uma mulher. Ele descobre também a tecnologia moderna que desconhecia o que rende situações divertidas. Trágico quando, aos poucos, ele vai encontrando pessoas com discursos preconceituosos, que dizem abertamente que os refugiados deviam ser expulsos do país. Ah, sim, alguns depoimentos não são ficcionais,  pessoas revelaram seus preconceitos ao ator que passeava vestido de Hitler. Muitos o aplaudiam na rua. Assustador, não?! ( Disponível na Netflix)

****************************************************************************************************

13 MINUTOS - Oliver Hirschbiegel (2016)

Esta é a história do homem que quase evitou a Segunda Guerra Mundial. Georg Elser tentou matar Adolf Hitler  em 8 de novembro de 1939, ao implantar uma bomba atrás de um púlpito usado pelo fuhrer, em Munique. Mas  Hitler deixou o local mais cedo que o esperado e escapou da morte. A bomba explodiria 13 minutos após. O filme se concentra menos no plano frustrado e mais em quem o arquitetou, um homem comum. (Veja o trailer)

*****************************************************************************************

FORA DE SÉRIE

O HOMEM DO CASTELO ALTO -  4 temporadas – Amazon/Prime Vídeo

Apesar de ter sido lançado há mais de 50 anos, o romance de Phillip K. Dick,  considerado um dos mais importantes autores de ficção científica, é feito sob medida para refletirmos sobre o momento atual e a condição humana. De olho neste potencial, a Amazon Prime investiu na produção de uma série baseada no livro.

Nessa distopia, o cenário é sombrio: os nazistas venceram a Segunda Guerra Mundial. A Alemanha e o Japão dominam o mundo, os negros são escravos e os judeus se escondem sob identidade falsa para não serem exterminados. São muitos personagens - um antiquário, um burocrata japonês, um judeu , um capitão nazista e uma mulher idealista - com histórias que se cruzam pelo uso que fazem do I Ching, o oráculo chinês, e pelo fascínio que têm por um livro proibido, chamado "O Gafanhoto torna-se pesado" em cuja trama Hitler  perde a guerra.

Se o nome de Philip K.Dick não te diz muita coisa, basta saber que de seus livros saíram os filmes Blade Runner, Minory Report e  O Vingador do Futuro. O cara não é fraco, não.

No elenco da série estão algumas caras conhecidas das séries de TV como Alexa Davalos, Rupert Evans, Rufus Sewell, Luke Kleintank e Bella Heathcote . Os fãs do livro reclamam das mudanças feitas pelos roteiristas, mas isso sempre acontece em adaptações. Vale conferir.

"O mal existe! E é palpável como concreto". ( Phillip K. Dick)

*****************************************************************************************

DICA – BOM CINEMA DE GRAÇA

Para quem gosta ou quer conhecer a obra de um dos mais importantes e controversos diretores ainda em atividade, o Cinema do CIC- Centro Integrado de Cultura, Florianópolis, está exibindo a Mostra Jean-Luc Godard.

Ainda é possível ver :

Dia 27/01

18h - UMA MULHER É UMA MULHER (Une Femme est une femme) e 20h -FILM SOCIALISME

 

Dia 28/01

18h - VIVER A VIDA (Vivre Sa Vie) e 20h -MASCULINO, FEMININO (Masculin, Féminin)

 

29/01

18h - PIERROT LE FOU e 20h- O DESPREZO (Le Mepris)

Allende Renck fará a palestra e a mediação dos debates. Os ingressos serão distribuídos uma hora antes do início da sessão.

****************************************************************************************************

Como o tema é nazismo, impossível não encerrar com ele, Charlie Chaplin, em O Grande Ditador!

THE END

 

 

Fotos: Divulgação/Reprodução

Montagem ''Ele Está de Volta'': Página Um filme me disse/Reprodução 

Cena ''O Ditador'': Canal de Moisés Vasconcelos/Reprodução

Tags:
cinema séries beijos de cinema arte cultura séries de TV netflix
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Exclusivo

Adeus às ilusões

Outubro 17, 2020
Exclusivo

EU NEGO!

Outubro 10, 2020
Exclusivo

O Som do Cio

Outubro 02, 2020

Brígida Poli

Brígida Poli

Jornalista, cinéfila desde criancinha e maníaca por séries de TV desde "Os Sopranos". Não se considera crítica de cinema, pois não consegue deixar o coração de lado na hora de avaliar um filme. Adora falar e escrever sobre o assunto e tenta chamar a atenção para as grandes obras cinematográficas que as novas gerações desconhecem. Concorda com o mestre Federico Fellini quando ele disse que "o cinema é um modo divino de contar a vida".

Comentários