Agosto 27, 2018

O público é o dono da decisão apesar da mídia

O público é o dono da decisão apesar da mídia
Foto: reprodução

Ao contrário do que se pensa, nem sempre a mídia tem a capacidade de influenciar a vontade popular. Ou vencer a desinformação. Foi divulgado à exaustão, por exemplo, o perigo da falta de vacinação, em especial contra o sarampo. Mesmo assim, contra todos os alertas, as metas de imunização não foram atingidas até agora.

Na questão eleitoral, decisiva para os destinos do País e dos Estados, observa-se a mesma questão. Entrevistas, debates, acompanhamento sistemático dos candidatos na internet, ainda não mobilizaram o eleitor. Diz o Ibope que 44% estão desesperançados quanto ao pleito, mas não é por falta de esclarecimento. Ainda hoje o Jornal Nacional começa uma série de entrevistas individuais. É mais uma chance de examinar proposições, a coerência dos candidatos e até a capacidade de articulação de ideias. Há a nítida sensação de que um ou outro nem consegue dizer três frases em sequência lógica, sem edição.

A internet neste momento está sendo o maior monopolizador de votos, com o candidato radical de direita, Jair Bolsonaro, sendo o maior exemplo do uso eficiente do meio. Tanto que outro candidato que tinha maiores expectativas, Geraldo Alckmin, trocou o responsável pelas mídias sociais reconhecendo a vantagem competitiva do líder das pesquisas sem Lula. Aliás, outro que explora com eficiência a comunicação social, embora não tenha descoberto ainda como transferir votos para seu vice.   

Diante do que está sendo visto a expectativa é que as próximas pesquisas eleitorais mostrem números diferentes daquela realizada depois do registro das candidaturas. Os institutos de pesquisas têm condições de ir refinando a numerologia.       

   

Floripa

Entidades e empresários bem intencionados com relação ao turismo em Florianópolis passaram cinco dias em Copenhague, onde definiram uma consultoria para renovar o centro da cidade por 220 mil euros. Não está certo como será feito esse pagamento, pelo que informou o enviado especial da NSC, Renato Igor. O jornalista acompanhou a delegação de 38 pessoas e foi a fonte das notícias vindas de lá. Obviamente que ele viajou por conta da empresa, pois se houvesse recursos diretos ou indiretos de outra fonte teria sido registrado em seus flashes, como manda o manual ético do jornalismo.   

 

DC

O Avaí é o terceiro colocado na classificação da série B. Sábado à noite venceu o São Bento, em Sorocaba, por 1 a 0, em uma atuação elogiada pelo comentarista  Rodrigo Faraco. Disse ele: “Returno do Avaí impecável/quase perfeito. 4 jogos com três vitórias e um empate.” Para o Diário Catarinense online, no entanto, não foi bem assim. O redator escreveu “Avaí joga para o gasto, vence o São Bento e sobe para terceira posição.”

 

Show no Globo Repórter

Foi sem dúvida um bonito material que a NSC produziu para o mais recente Globo Repórter. Os dois primeiros blocos, que privilegiaram as imagens do topo da serra catarinense, foram impecáveis. Produzir esse tipo de conteúdo é um trabalho de muitas mãos e cabeças, equipe local e da rede, porém sem dúvidas foram destaques o texto e a presença de espírito do repórter Ricardo Von Dorff e as imagens de Jean Souza.   





 

RIC

O Balanço Geral ao meio-dia, na RIC Record, poderia tirar mais proveito da experiência de Luiz Carlos Prates. Ele está escondido no tamanho do programa e poderia voltar com mais um comentário, pelo menos, em horário estratégico para combate a concorrência. Aproveitando que está assumindo novo gerente de jornalismo, a emissora poderia investir também em um novo cenário, pois o atual com predominância da cor prata já está saturado.  

 

Acidentes

Foi assinada agora de manhã no gabinete do governador Pinho Moreira acordo com a Acaert, Adi e Adjori para divulgação da campanha "Santa Catarina por um trânsito melhor". Iniciativa da secretaria de Comunicação dá os números alarmantes dos acidentes de trânsito. Segundo Pinho Moreira, SC disputa com Minas Gerais os índices mais negativos de mortes no trânsito, envolvendo motos, que além de tudo incapacita para a vida normal as pessoas, exigindo longa recuperação médica. Making Of esteve presente na assinatura. 


Tags:
multimidia claiton selistre bastidores comunicação TV rádio jornal
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Claiton Selistre

Claiton Selistre

Jornalista formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, foi diretor de Jornalismo por 25 anos da RBS TV, TVCom e Rádio CBN/Diário em Santa Catarina. Antes atuou na  Rádio e TV Gaucha do grupo RBS e em redações de jornal, rádio e tv do grupo Caldas Jr. em Porto Alegre. Foi também repórter da na Sucursal do Jornal do Brasil. Planejou e Coordenou coberturas multimídia nas Copas do Mundo de Futebol na Alemanha, Argentina, Espanha, México, Itália, Estados Unidos, França e Japão/Coréia. Dirige a Making of há seis anos.

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!