Abril 19, 2020

O remédio milagroso contra o tédio da quarentena

O remédio milagroso contra o tédio da quarentena

Que remédio é este? Cinema na veia!

Médicos e especialistas continuam recomendando o isolamento social como a única forma de minimizar a contaminação pelo coronavírus e não colapsar o sistema de saúde. Então, ouçamos a ciência para proteger nossa vida e a de quem amamos.

“Pô, mas é muito entediante ficar confinado, colunista!”. Sim, concordo. Por isso vamos dar mais algumas sugestões de filmes e séries, uma ótima maneira de preencher o tempo e desviar a mente dos pensamentos sombrios que a pandemia provoca.

Alguns serviços de streaming continuam disponibilizando filmes e séries de graça, outros têm mensalidades bem em conta e vale a pena contratar neste momento. A melhor notícia é que o Cine Belas Artes prorrogou a abertura grátis do acervo até o dia 29/04 !

Se você viu alguma coisa que gostou nos últimos dias compartilhe com os leitores de Cine&Séries. Quanto mais sugestões, melhor.

Não esqueça de lavar as mãos antes e depois de dar o play! Divirta-se.

____________________________________________________________

HBO GO

Duas séries disponíveis para não assinantes.

Prófugos – policial/suspense – Chile
Uma rara série chilena que chegou aqui. A história de gato e rato entre polícia e traficantes na fronteira do Chile com a Bolívia, tem ritmo e ótimos atores como Luis Gnecco que interpreta o repulsivo Mario Moreno.


O Negócio – drama/erótico – Brasil

Três garotas de programas bonitas e com formação universitária montam uma empresa e aplicam técnicas de marketing na nova profissão. A líder Karin, inteligente e triste, mostra grande habilidade para os negócios, mas precisa vencer obstáculos para chegar onde quer.


____________________________________________________________

CINE BELAS ARTES

Todo o acervo está disponível para não assinantes. São clássicos de vários gêneros. Escolhi dois para sugerir a vocês, mas não deixem de passear pelo cardápio que traz classificações bem divertidas: Preparem seus lenços; Hahaha; Relax; Filme Cabeça; Para roer as unhas; Cults Incríveis ; Super Premiados; Divos ; Mulheres Incríveis...

Queimada! (1969)
Um clássico de Gillo Pontecorvo, diretor italiano conhecido pelos temas políticos, como A Batalha de Argel (1966). Uma boa pedida para quem nunca viu Marlon Brando atuar.

Sir William Walker (Marlon Brando) é um aristocrata e agente secreto mandado pelo serviço britânico para cuidar da segurança de uma lucrativa plantação de cana de Portugal. Assim que chega, fica amigo de José (Evaristo Marquez) e começa a trazer idéias revolucionárias ao lugar. Em pouco tempo, convence José a assaltar um banco e logo o torna uma espécie de herói local. O ambicioso Teddy Sanchez (Renato Salvatori), que tem suas aspirações políticas, também cai na lábia de Walker. Instala-se, então, a revolução no lugarejo. Dez anos mais tarde, já de volta à Inglaterra, Walker é novamente convocado, agora para tentar parar a guerra civil que, de certa forma, ele mesmo começou. Uma década depois, José continua militante, desta vez lutando contra o político corrupto que Teddy se tornou. (Sinopse:Guia da Semana)



Histórias extraordinárias  (1968)
Aqui o mais interessante é ver como três diretores interpretaram os contos sombrios de Edgar Alan Poe: Federico Fellini, Louis Malle e Roger Vadim. Os três episódios: um astro do cinema britânico tem dificuldades com a imprensa italiana; uma condessa tem um caso de amor e ódio com um garanhão negro, que ela descobre ser o seu amante morto; um estudante austríaco tem um duplo seu que começa a incomodá-lo. Obs.: Alain Delon está no episódio dirigido por Vadim, mostrando que não é só um rostinho bonito, mas um bom ator.



Sr. Kaplan (2012)
Algo mais leve para divertir nossas cabeças “pandêmicas”é este filme uruguaio. O senhor Kaplan é um judeu fugitivo da Segunda Guerra Mundial. Aos 76 anos, ele está cansado da velhice e da rotina, até que mergulha em uma missão que entrará para a história: perseguir e desmascarar um nazista que vive escondido em uma praia vizinha, no Uruguai.


____________________________________________________________

TELECINE

Tem centenas de filmes disponíveis. Sugiro alguns mais recentes, mas têm muita coisa boa para garimpar.

Era uma vez em Hollywood
Não sou uma tarantinete, mas gostei muito deste que é o mais recente filme do cultuado Quentin Tarantino. Divertido, ágil e um louvor ao Cinema, com as ótimas interpretações de Brad Pitt (premiadíssimo pelo papel de dublê) e Leonardo DiCaprio, que não figura entre meus atores preferidos, mas está incrível no papel de um ator decadente.



O gênio e o louco
A trama baseada em fatos é muito interessante, pena que o diretor pesa a mão na trilha e diálogos melosos. Mesmo assim vale dar uma chance à história da criação do primeiro dicionário de Oxford. Mel Gibson é o gênio ( também meio louco) que resolve encarar o desafio de montar o dicionário e a arrogância dos  intelectuais ingleses. Sean Penn (o louco meio gênio) está internado num hospício por ter matado um homem durante um surto, saldo de traumas de guerra, que ajuda a encontrar significado para as palavras.



Pets: A Vida secreta dos bichos
Tem bastante opções para os cinéfilhinhos, inclusive esta animação.

Sinopse:Max é um cachorro que mora em um apartamento de Manhattan. Quando sua querida dona traz para casa um novo cão chamado Duke, Max não gosta nada, já que seus privilégios parecem ter acabado. Mas logo eles vão ter que pôr as divergências de lado quando um incidente coloca os dois na mira da carrocinha. Enquanto tentam fugir, os animais da vizinhança se reúnem para o resgate e uma gangue de bichos que moram nos esgotos se mete no caminho da dupla.

____________________________________________________________

P.S. : Este remédio não tem contra indicação.

Hasta la vista, babies !

(*) Fotos reprodução/divulgação

Tags:
cinema séries beijos de cinema arte cultura séries de TV netflix
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Exclusivo

Adeus às ilusões

Outubro 17, 2020
Exclusivo

EU NEGO!

Outubro 10, 2020
Exclusivo

O Som do Cio

Outubro 02, 2020

Brígida Poli

Brígida Poli

Jornalista, cinéfila desde criancinha e maníaca por séries de TV desde "Os Sopranos". Não se considera crítica de cinema, pois não consegue deixar o coração de lado na hora de avaliar um filme. Adora falar e escrever sobre o assunto e tenta chamar a atenção para as grandes obras cinematográficas que as novas gerações desconhecem. Concorda com o mestre Federico Fellini quando ele disse que "o cinema é um modo divino de contar a vida".

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!