Outubro 12, 2020

O único objetivo das próximas eleições

O único objetivo das próximas eleições

            As próximas eleições têm que ter um único objetivo: O povo eleger só candidatos – em níveis municipais, estaduais, federal – que tenham proposta para, no mais curto prazo possível, dar a todos os cidadãos brasileiros empregos ou empreendedorismos com renda satisfatória para garantir uma boa qualidade de vida. Se isso for feito – multiplicando as arrecadações dos governos – todos os outros problemas do Brasil serão resolvidos. Se os milhares de políticos a serem eleitos, em todos os níveis de governo, forem escolhidos exclusivamente por abraçarem essa causa, o Brasil sai do fundo do poço da pior distribuição de rendas do mundo, segundo a ONU, e se transforma em superpotência econômica. Se o povo não eleger somente políticos comprometidos com esse único objetivo, que resolve todos os outros problemas, o povo merece a desordem econômica, política e social que assola o país. Acionada pela burrice dos políticos idiotas que estão aí, e do povo que os elegeu.

              Só tem um caminho para dar a todos os brasileiros empregos ou empreendedorismos com rendas satisfatórias: Educação. Mas educação integral, corretamente definida. Que não é apenas dar aulas de manhã e de tarde, como alguns idiotas definem. Mas, sim, metade do dia educação profissionalizante e para empreendedorismo, do nascimento à morte dos cidadãos, com ajuda da revolução comunicacional-informacional que está aí. E metade do dia, a educação acadêmica – matemática, línguas, ciências, etc. – mas inserindo essas matérias nas carreiras concretas de vida, trabalho e empreendedorismo, devidamente combinadas com os interesses dessas carreiras concretas de todos os cidadãos.

              Se os milhares de políticos a serem eleitos – nos níveis municipal, estadual, federal – abraçarem todos eles esse único objetivo, dar a todos os cidadãos brasileiros empregos ou empreendedorismos satisfatoriamente remunerados, para garantirem uma boa qualidade de vida para todos, e uma boa arrecadação de impostos para os governos, todos os problemas do Brasil estarão resolvidos.

               Se a população não se posicionar nessa direção nas próximas eleições, e continuar elegendo todos os tipos de burrice propostos pelos políticos ignorantes que estão aí, continuaremos no fundo do poço da economia com a pior distribuição de rendas do mundo, segundo a ONU, e não nos transformaremos na superpotência econômica que temos recursos naturais e humanos – se educados integralmente – para estruturar, se abraçarmos essa única ideia fundamental correta para as próximas eleições.

               As eleições colocam nas mãos do povo o destino do Brasil. Que o povo, com ajuda da imprensa, deixe bem claro para todos os candidatos que eles só serão eleitos se tiverem propostas eficientes e decentes para dar a todos os brasileiros distribuição econômica satisfatória e qualidade de vida. O que só tem um caminho para se conquistar: Reforma radical da educação. Assumindo-se, intensivamente, a educação integral corretamente definida. Educação que assuma a responsabilidade pelo sucesso das carreiras concretas de vida, trabalho e empreendedorismo de todos os brasileiros. Esse tem que ser o único objetivo das próximas eleições. O resto é blá-blá-blá estéril, e frequentemente corrupto.

 

Tags:
artigos opinião especialistas
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Redação Making Of

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!