Julho 15, 2020

PF pede ao Facebook acesso a contas ligadas a gabinete de Bolsonaro

PF pede ao Facebook acesso a contas ligadas a gabinete de Bolsonaro

A Polícia Federal (PF) pediu para ter acesso aos dados coletados na investigação feita pelo Facebook em contas ligadas a gabinete da família Bolsonaro. De acordo com a Folha de São Paulo, o pedido foi feito através do inquérito que apura financiamento de atos antidemocráticos.

A PF solicitou urgência na liberação, para que os envolvidos não possam apagar os dados. O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes é relator do inquérito e, por isso, quem decide se aceita ou não o pedido.

Recentemente, a empresa fez uma investigação que culminou na exclusão de 88 contas, páginas e grupo irregulares ligadas a Bolsonaro e os filhos Flávio e Eduardo. As contas excluídas pelo Facebook tinham um poder de alcançar 2 milhões de pessoas.

O total gasto com anúncio no Facebook foi de cerca de US$ 1.500, pagos em reais. As contas tinham cerca de 883.000 seguidores. Também foi detectado um grupo com cerca de 350 pessoas. No Instagram, eram 917.000 seguidores ao todo.

A rede social informou que as contas agiam desde a campanha eleitoral de 2018 sem informar a verdadeira identidade dos administradores – o que viola a política interna da plataforma.

Tags:
web
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Redação Making Of

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!