Setembro 10, 2019

Procurador em MG chama salário de R$ 24 mil de 'miserê'

Procurador em MG chama salário de R$ 24 mil de 'miserê'

Um salário mensal de R$ 24 mil é considerado um "miserê" por um procurador do Ministério Público de Minas Gerais, que cobrou do chefe "criatividade" para "melhorar a situação".

A fala do procurador Leonardo Azeredo dos Santos aconteceu em uma reunião oficial da câmara de procuradores para discutir o orçamento do órgão para o ano que vem e o áudio foi publicado no site do Ministério Público. O caso viralizou na internet.

"Quero saber se nós, no ano que vem, vamos continuar nessa situação ou se Vossa Excelência já planeja alguma coisa, dentro da sua criatividade, para melhorar nossa situação. Ou se vamos ficar nesse miserê. Quem é que vai querer ser promotor, se não vamos mais ter aumento, ninguém vai querer fazer concurso nenhum", desabafou Santos.

Para Santos, o salário de R$ 24 mil é baixo, "sobretudo para quem tem filhos. Como o cara vai viver com R$ 24 mil?", questiona.

De acordo com o Portal da Transparência, Leonardo recebeu, em junho, um total de R$ 78.617,66, que somou o salário, verbas indenizatórias e outras verbas retroativas/temporárias.

Tags:
Radar MakingOf
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Redação Making Of

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!