Junho 17, 2019

Propaganda do MEC é acusada de racismo

Propaganda do MEC é acusada de racismo
Reprodução

Uma campanha publicitária do Ministério da Educação sobre o prazo de inscrições para o Programa Universidade para Todos (Prouni) está sendo acusada de racismo nas redes sociais.

O anúncio do último dia de inscrições para bolsas de 50% ou 100% para cursos de graduação em universidades privadas mostra uma mulher negra ao entrar na faculdade que, ao terminar o curso, é sobreposta por imagens de outra branca com o diploma na mão.

Os anúncios foram publicadas na última quinta-feira, 13, nas páginas da pasta no Twitter, Facebook e Instagram e, desde então, é alvo de críticas nas redes. Parte dos comentários são críticos ao "branqueamento" da estudante negra ao ser diplomada.

Em nota enviada ao jornal O Globo, o MEC afirmou que a campanha tem como objetivo "enfatizar que as oportunidades são iguais para todos os candidatos, e a linguagem escolhida foi a sobreposição de imagens que demonstram a variedade de cor, raça e gênero".

Tags:
marketing
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Redação Making Of

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!