Julho 12, 2019

Rádio é boa aposta comercial em mundo da mídia fragmentada, aponta Nielsen

Rádio é boa aposta comercial em mundo da mídia fragmentada, aponta Nielsen
Reprodução

A fragmentação no consumo de mídia está cada vez maior e isso é um fenômeno mundial. Porém, uma série de pesquisas tem mostrado que o rádio está exibindo notável resiliência nesse cenário, inclusive em países onde o consumo de novas plataformas está acelerado. A Nielsen, em relatório sobre o consumo de mídia nos Estados Unidos, afirma que "o meio permanece sólido e o uso é constante em todas as demonstrações".

Segundo o relatório, o rádio segue com 92% de alcance semanal, mantendo o número de levantamentos anteriores. A TV, por exemplo, mantém a tendência de queda, indo de 88% no primeiro trimestre de 2018 para 86% no primeiro trimestre de 2019.

A Nielsen afirma que o consumo de plataformas digitais é crescente, onde o uso de App / web em um smartphone cresceu para 80% entre todos os adultos nos Estados Unidos, ficando em terceiro lugar em todas as plataformas, enquanto tablet o alcance diminuiu de 47% para 45%. Já o alcance dos dispositivos conectados à Internet cresceu mais de ano para ano, subindo para 42%, de 35% no primeiro trimestre de 2018. Enquanto isso, o consumo de rádio FM/AM continua consistente.

O estudo aponta ainda que os adultos com mais de 18 anos sintonizam o rádio AM / FM por 1 hora, 42 minutos por dia, sendo quatro minutos a menos na comparação com um ano atrás. Porém, é importante considerar que a TV cortou 17 minutos do tempo de consumo, caindo de 4h10 no primeiro trimestre de 2018 para 3h53 no primeiro trimestre de 2019. O maior ganho é app/web on um smartphone que adicionou mais 39 minutos a 3h01 em 2019.

A importância do rádio, no entanto, é reforçada no recorte que considera apenas o consumo de áudio. Os dados do primeiro trimestre da Nielsen mostram o rádio (92%) com quase o dobro do alcance do streaming de áudio (50%, contra 43% um ano antes). Nisso o levantamento informa que "o rádio continua sendo a peça central do universo do áudio, atingindo mais adultos americanos a cada 92% do que qualquer outra plataforma de mídia". 

Os novos dados da Nielsen também destacam o crescimento da transmissão de áudio com metade de todos os adultos usando também smartphones para transmitir áudio, um aumento de 16% em relação a 2018, enquanto 20% transmitem seus tablets (acima de 13%) e 16% ouvem rádio por satélite (um aumento de 14% no ano passado).

Também há um avanço dos sistemas de comando de voz por inteligência artificial, como Alexa, Siri e Google. As smart-speakers (caixas de som inteligentes) podem ser encontradas em 28% dos lares americanos, acima dos 22% em 2018. Já os assistentes por voz também estão sendo usados com mais frequência, sendo um recorde no consumo: 36% dos adultos usam um assistente de voz (Alexa da Amazon, Google ou a Siri da Apple). Fonte: TudoRádio.

Tags:
comunicacao
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Redação Making Of

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!