RARO E MUITO CARO

RARO E MUITO CARO
Foto: divulgação

Uma degustação que é o sonho de consumo dos apreciadores de whisky. A escocesa Dalmore reuniu três de seus melhores single malt para a chamada “viagem dos 100 anos”. Ao contrário do que o nome possa sugerir, não é nenhuma homenagem ao centenário da empresa e sim a soma do tempo de envelhecimento de três rótulos da empresa: o Dalmore 40 Year Old, o Dalmore 35 Year Old e o Dalmore 25 Year Old. 

Para se ter uma ideia de quão exclusivos são esses scotchs, a produção do Dalmore 40 é limitada a 750 garrafas por ano. Para adquirir um 35 anos é preciso desembolsar 6 mil libras (cerca de 30 mil reais). E do 25 anos são produzidas, no máximo, mil garrafas por ano. Cada um dos whiskys tem um perfil diferente, por conta da passagem por barris de bourbon, xerez e vinho do Porto ao longo do período de maturação.

Provar apenas as três doses desses whiskys nessa experiência sensorial, custa em torno de 1.200 dólares (mais de 4.600 reais). Mas mesmo aficionados endinheirados podem ter dificuldade em fazer a degustação. É que o estoque desses whiskys é limitadíssimo e a experiência ocorre apenas no bar do Baccarat Hotel em Nova York. Se tudo correr bem, pode se repetir ainda este ano em Las Vegas.

Ah. Apesar do preço salgado, esses não são os whiskys mais caros da destilaria escocesa. A garrafa do Trinitas, por exemplo, que é envelhecido por 62 anos custa 200 mil dólares – mais de 770 mil reais.

___________________________________

 

STARWAY TO HEAVEN 

Essa noticia é para ler ouvindo o clássico do Led Zeppelin e tomando uma boa cerveja inglesa. Explico: A Heinken comprou uma participação na cervejaria artesanal Beavertown Brewery, fundada por Logan Plant. O empresário é filho de Robert Plant, vocalista do Led Zeppelin. O negócio foi de 45 milhões de euros e vai permitir ampliar a produção em 450 mil hectolitros – dez vezes mais que a capacidade atual e permitir atender outros mercados, além do inglês. Com o movimento a Heineken mergulha ainda mais no mercado das artesanais. Depois de comprar a Lagunitas, quinta maior fabricante de cerveja artesanal dos Estados Unidos, a empresa holandesa adquiriu também as operações da Brasil Kirin, incluindo no portfólio marcas premiadas como Baden Baden e Eisenbahn.


Foto: divulgação

_______________________________________

 

PÉ NO FREIO

Depois de seis anos de crescimento, a produção de vinho do Porto vai sofrer queda em 2018. Vão ser 1 milhão e 100 mil litros a menos que em 2017, informa o Instituto de Vinhos do Douro e Porto (IDVP). O grupo, que reúne empresas e técnicos do setor, analisou os estoques disponíveis e as projeções de vendas ao longo do ano. E recomendou uma redução no volume a ser beneficiado em cada vinícola. A intenção é controlar o estoque disponível no mercado e, por consequência, o preço do produto.


Foto: divulgação

_______________________________________

 

TESTE ÀS CEGAS

Três vinhos – todos sem rótulo. Um de R$ 30, outro de R$ 60 e outro de R$170 reais. Você saberia identificar qual o mais caro, ou o mais barato somente pelo aroma ou paladar? O pessoal da Tastemade fez a experiência com a equipe de produção do canal. O vídeo tem mais de um milhão de visualizações.


Foto: divulgação

_______________________________________

 

SHOT

Um passeio de trem por uma das regiões mais bonitas da Serra do Mar, com direito a música, petiscos e degustação de cervejas especiais. O Beertrain é organizado pela Bodebrown e ocorre quase que mensalmente. A próxima edição é no dia 28 de julho, com a degustação de cervejas da norte-americana Stone Brewing. A programação começa às 07h em Curitiba e termina perto das 13h em Morretes, no litoral do Paraná. Depois do almoço – com direito ao tradicional barreado – a turma sobe a serra de ônibus.

A empresa de eventos Check-in 4 Wine , de Florianópolis, promove uma experiência enogastronômica exclusiva pela Europa em setembro. O roteiro começa em Portugal, passa pela Espanha, Itália e termina na Alemanha. A programação prevê visita a vinícolas, degustação de pratos típicos e até caça ao tartufo bianco no Piemonte.

Quem gosta de drinks tem um motivo para comemorar essa semana. Ontem (19) foi o Daiquiri Internacional Day. A foi bebida criada no ano de 1898 por mineiros norte-americanos que trabalhavam em uma mina com o mesmo nome e é inspirado em outra bebida cubana: o conchanchara. A receita tradicional é relativamente simples: 2 shots de rum cubano carta branca; ½ shot de suco de limão (siciliano ou cravo) e ¼ de shot de xarope de açúcar (convém preparar antes, pra facilitar). Acrescente gelo moído e bata vigorosamente na coqueteleira. Sirva sem coar em um copo gelado. E bom proveito!

Tags:
vinhos cervejas cerveja artesanal drinks destilados whiskey gastronomia portal makingof
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Redação Making Of

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!