Setembro 09, 2019

Redes de TV mexem no Jornalismo em busca de audiência

Redes de TV mexem no Jornalismo em busca de audiência

A partir desta segunda-feira, 9, dois telejornais apresentam mudanças de horário, conteúdo e apresentação tentando conter a fuga de audiência.

No horário nobre à noite, Record (leia mais aqui) e Band (aqui) prometem novos formatos, mais informação compartilhada nas redes e ampliação do foco, com mais flashes de informação entre programas.

Por sua vez, a Globo, estreia Maria Julia Coutinho no Jornal Hoje no final deste mês, a previsão é dia 30, junto com a estreia no novo programa "Se Joga", apresentado por Fernanda Gentil. Ao que consta, Maju vai estar sozinha na bancada com a difícil missão de interromper o crescimento dos concorrentes SBT e Record. Dizem que adaptaram o texto do jornal ao estilo dela e modelo de um só apresentador, bastante questionável para um jornal de grande porte.

Um exame prévio do que está sendo mudado, parece não ser suficiente para os resultados que as redes esperam. O público parece cansado, não só do modo como as notícias são apresentadas, mas também daquelas escolhidas pelos editores. Há um estresse geral com o formato bad News/good News.  

O noticiário noturno tem uma espécie da pancada diária no estômago, com assuntos repetidos, pautas iguais e falta de perspectiva para nosso futuro. É claro, o momento influencia o conteúdo, mas se não houver uma revisão nas cabeças que comandam o jornalismo de nada adiantará as alterações.

 

Replay JÁ

Entre as ações que as redes já tomaram está a abertura de espaço local. Só que ela não foi seguida por mais equipes para atuarem nas ruas. O resultado é que espaços preciosos que deveriam ser dedicados à informação relevante estão sendo entregues a profissionais liberais sem preparo de televisão.

A comprovação de que o cobertor da produção é curto ocorreu sábado, 7, no Jornal do Almoço. Foi repetido na íntegra uma ótima matéria de Ricardo Von Dorff, sobre passeio para ver a lua, que foi ao ar no Jornal Hoje e está disponível no Globo Play desde 17 de agosto.

 

Mais gente

Tanto a NSC como a RIC estão colocando mais gente em estúdio.

Na primeira, tem congestionamento de apresentadores. Em certos momentos estão juntos Mário Motta, Laine Valgas e Edsoul, promovido a âncora, com outro personagem, as vezes Leandro Puchalski. Quatro em um mesmo cenário não dá para entender.

No Balanço Geral, a RIC está anunciando a estreia do comunicador Luizinho, da Regional FM, em quadro de defesa do consumidor. Certamente em busca da audiência popular que a emissora tem. Também vai para o ar, o comunicador Helton Luiz, que deixou a Atlântida e vai participar do quadro Hora da Venenosa.

Em breve saberemos o que o telespectador achou de tudo isso.

Tags:
multimidia claiton selistre bastidores comunicação TV rádio jornal
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Claiton Selistre

Claiton Selistre

Jornalista formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, foi diretor de Jornalismo por 25 anos da RBS TV, TVCom e Rádio CBN/Diário em Santa Catarina. Antes atuou na  Rádio e TV Gaucha do grupo RBS e em redações de jornal, rádio e tv do grupo Caldas Jr. em Porto Alegre. Foi também repórter da na Sucursal do Jornal do Brasil. Planejou e Coordenou coberturas multimídia nas Copas do Mundo de Futebol na Alemanha, Argentina, Espanha, México, Itália, Estados Unidos, França e Japão/Coréia. Dirige a Making of há seis anos.

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!