Março 02, 2019

Sétimo Guardião: a realidade supera a ficção

Sétimo Guardião: a realidade supera a ficção

Aquele gato preto não ajudou muito: a novela de Aguinaldo Silva, “Sétimo Guardião”, começou com problemas nos direitos autorais, reivindicados na justiça por alunos do autor; sofreu inúmeras alterações de roteiro, para driblar queda de audiência; e há duas semanas está no centro das fofocas de sites, blogs e emissoras concorrentes da Globo.     

É praticamente impossível resumir tudo que aconteceu nos bastidores entre os protagonistas. Sabe-se que esta madrugada, 1º, os atores José Loreto e Marina Ruy Barbosa gravaram uma cena mais íntima, depois da atriz ter crises se choro no camarim. Os dois estão no centro dos comentários de uma possível troca de mensagens pessoais, que teriam sido vistas pela mulher de Loreto e acabado com o casamento dele.

Todo mundo nega tudo. Bruno Gagliasso, cuja mulher se afastou de Marina por causa da fofoca, caiu fora da novela por dez dias para retirar cálculos renais. O autor se desesperou e publicou nas redes sociais um desabafo (ver aqui Facebook dele).   

Até o momento não há informação se esse rolo entre atores mexeu com a audiência da novela, mas é certo que influenciou Record e SBT. Os dois canais tratam exaustivamente do assunto em programas da tarde e esticam o papo conforme os pontos no real time Ibope vão funcionando.

Tudo isso não deixa de ser um sinal dos tempos. Cansados de ver tuites raivosos do 01, 02 e 03, o público da internet se delicia com esse imbróglio, que ainda está longe do fim.

Mas, no final das contas mesmo, o mais prejudicado com tudo isso foi o gato preto que sumiu da novela. Alguém viu ele por aí? 

Tags:
multimidia claiton selistre bastidores comunicação TV rádio jornal
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Claiton Selistre

Claiton Selistre

Jornalista formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, foi diretor de Jornalismo por 25 anos da RBS TV, TVCom e Rádio CBN/Diário em Santa Catarina. Antes atuou na  Rádio e TV Gaucha do grupo RBS e em redações de jornal, rádio e tv do grupo Caldas Jr. em Porto Alegre. Foi também repórter da na Sucursal do Jornal do Brasil. Planejou e Coordenou coberturas multimídia nas Copas do Mundo de Futebol na Alemanha, Argentina, Espanha, México, Itália, Estados Unidos, França e Japão/Coréia.

Comentários