Fevereiro 20, 2017

Acélio vira embaixador do Estado em Brasília

Secretário executivo de Articulação Nacional há pouco mais de um mês e 20 dias, o administrador e ex-deputado federal Acélio Casagrande, do PMDB, consegue pelo menos duas façanhas políticas: o reconhecimento da equipe e do próprio governador Raimundo Colombo e já conversou por duas vezes, pessoalmente, com Michel Temer, de quem foi colega de plenário quando o atual presidente da República, em uma das três vezes que ele comandou a casa.

Acélio não gosta de se gabar da proximidade, que vai além da condição partidária e tem agilizado encontros entre Temer e comitivas catarinenses. Prefere dizer que a agenda que Santa Catarina apresenta ao Palácio do Planalto é bem-vinda e que a amizade com o ex-deputado federal Rodrigo Rocha Loures (PMD-PR), atual assessor especial de Temer, responsável por abrir as portas para os amigos, um deles o secretário de Articulação Nacional catarinense, favorece sua posição. O futuro dirá o quão importante deverá se tornar este acesso à Presidência. 

 

Em alta

Rodrigo Rocha Loures, filho do ex-presidente da Federação das Indústrias do Paraná e fundador da Nutrimental, de quem é homônimo, pode voltar ao Congresso, caso o deputado Osmar Serraglio (PMDB-PR) emplaque como novo ministro Justiça. Rocha Loures é o primeiro suplente da bancada.

 

Causou

Antes e depois a passagem do ministro do Trabalho Ronaldo Nogueira, a convite da Facisc, em Florianópolis, provoca repercussão. Nem tanto pelo conteúdo sobre o polêmico e importante tema da reforma trabalhista, trtado por Nogueira, mas pela exigência de sua assessoria de credenciamento dos jornalistas que foram escalados para cobrir o evento. Teve gente com saudade de Manoel Dias, do PDT, o catarinense que foi ministro do Trabalho, no governo Dilma Rousseff.

 

Empolgado

A lista é grande, mas para o deputado estadual Ismael dos Santos (PSD) a importância das obras do governo do Estado em Blumenau está nos 15 quilômetros da Via Expressa, entre a BR-470 e a Vila Itoupava. Isamel acentua; “É a maior obra em execução do Estado e um grande desafio!”

 

É fato

Quando provocado sobre uma possível troca do PT pelo PDT, o que considera um caminho natural pela defesa da educação e dos direitos trabalhistas, o deputado federal Décio Lima repete um verdadeiro mantra: “Com o bom trabalho que o ex-deputado Cláudio Vignatti tem feito à frente do partido e a parceria que tenho com o colega de Câmara, Pedro Uczai, posso afirmar que vivemos tempos de muita unidade”.

 

Um salto

O presidente da Casan Valter Gallina não esconde o entusiasmo em anunciar que a empresa saiu da 23ª colocação e chegará ao posto de quarta do país, no ano que vem. Para Gallina, a Casan começa a ser reconhecida pelo maciço investimento, R$ 2,3 billhões até 2018, maior inclusive do que o feito pela Sabesp, a maior companhia do gênero no mundo, uma prioridade no saneamento, que significa prioridade em saúde pública.

 

ALESSANDRO BONASSOLI/DIVULGAÇÃO

NA ESTRADA

O encontro era para abonar 350 novas fichas de filiação no PSDB, em São José, mas mostrou mais do que isso. O deputado estadual Mário Marcondes foi direto ao afirmar, ao lado do senador Paulo Bauer, que "partido que tem dois ou mais pré-candidatos não tem nenhum. Nós temos um só, o senador Paulo Bauer". Bauer amealha aliados no partido para chegar mais forte em 2018.

 

DECISIVA

A semana que se inicia com mais uma assembleia dos servidores públicos de Florianópolis em greve será a mesma em que uma ação civil pública, movida pelo promotor de Justiça Daniel Palladino, em que existirá cobranças aoa diretores do Sintrasem e à prefeitura da Capital. A paralisação que tem sua legitimidade, mas ganhou outros rumos por utilização política partidária, de PSOL, PCTU, PCdoB e PT, uma forma de atacar o governo de Michel Temer, que é do PMDB como Gean Loureiro, chega ao limite, principalmente depois que deu entrada na Câmara um projeto que flexibilização pontos do pacote aprovado janeiro, motivação para a greve.

 

RÁPIDAS

* Difícil é acreditar que tem gente no Sintrasem que defede a prorrogação da greve até à semana que vem, depois do Carnaval.

 

* Convocada para estar em Brasília, nesta segunda-feira, a bancada federal do PMDB não irá à reunião agendada com a executiva do partido, que também incluiria a bancada estadual. O evento foi transferido.

 

* Medida de impacto: o governador Raimundo Colombo dá detalhes, nesta segunda, a partir das 9h30min, no Centro de Ensino da Polícia Militar, em Florianópolis, como será a convocação de policiais militares aprovados em concurso da instituição e que aguardavam ser chamados.

 

* Ex-candidato à prefeitura de Lages, pelo PSDB, o empresário Roberto Amaral em se voltado mesmo para uma de seus xodós, a Rádio Clube de Lages, primeiro emissora AM do país a migrar para FM, embora elogie os filhos Carlos e Roberto pelo feito, hoje no comando do Sistema Catarinense de Comunicação (SCC). 

Tags:
roberto-azevedo política economia bastidores da política Santa Catarina
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Roberto Azevedo

Roberto Azevedo
Jornalista com 36 anos de profissão. Foi repórter, editor, chefe de Reportagem, editor-chefe, chefe de Redação, gerente e diretor de Jornalismo na RBS TV (Blumenau e Florianópolis), hoje NSC TV; na TV Record (Florianópolis) e na Rede TV Sul (hoje SCC SBT); comentarista na RIC TV (hoje NDTV) e na Record News; editor de Política e colunista no Diário Catarinense (DC), e colunista no Notícias do Dia (ND). Atuou nas rádios União AM e FM (Blumenau e Florianópolis) e na Rádio Record da Capital. Atualmente, além do Making Of, faz comentários na Rádio Cidade em Dia FM, de Criciúma, e é diretor de Conteúdo na TVBV (Band).
  • Youtube

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!