18.3 C
fpolis
18.3 C
fpolis
domingo, 29 maio, 2022

A despedida de um gentleman

test
Últimas notícias

Pensei por um tempo em como deveria ser o foco desse texto sobre a saída do Mário Motta da NSC, anunciada ontem de maneira não convencional. A primeira abordagem poderia ser sobre os 25 anos que fomos colegas, que coincidem com o desenvolvimento profissional dele.

Quando cheguei à RBS TV, Mário já estava lá, quando saí, ele continuou, até ontem, fechando 36 anos. Nesse período de gestão, Mário se consolidou no Jornal do Almoço, a ponto de se confundir com sua história. E voou além, ao mediar vários debates eleitorais onde sua credibilidade contou muito para manter o respeito entre os debatedores e às regras do programa.

Quando a CBN Diário foi inaugurada, Mário foi o primeiro escolhido como âncora do Notícia da Manhã, onde ficou até ontem. Outros 25 anos de história.

História é história e ninguém pode apagar, embora alguns gostariam disso.

A outra versão

Nessa longa carreira profissional, Mário seguiu sempre com dignidade, simpatia e respeito dos colegas. Mas, chega um momento para todos, que é hora de mudar o rumo. E no aspecto pragmático, a hora da despedida do Mário é boa para ele e boa para a NSC.

Para ele, obviamente, se eleito deputado estadual, sai por cima, indo cumprir papel para o qual parece ter vocação. Um bom motivo para sair, sem dúvida.

Para a empresa, porque precisa renovar o Jornal do Almoço – e não deveria ficar apenas no âncora que sai – e alterar a programação da manhã na CBN Diário, que pelo terceiro mês consecutivo está abaixo do Ibope da Jovem Pan News no FM.

Embora esse desejo de mudar, a NSC não tomou a inciativa de liberar Mário Motta, o que lhe traria custos institucionais e financeiros com uma rescisão. Isso ficou claro quando, ontem, a empresa se esquivou de se posicionar sobre a despedida de Mário, enfatizando que era desejo pessoal dele.

Foram os colegas que organizaram emocionadas despedidas nas redes sociais, uma espécie de desagravo velado à frieza da empresa. A NSC se revela a fazer coisas como ninguém faz.

Nesta sexta-feira, Mário deixa de ser um homem da Comunicação para tentar ser um político. É um caminho sem volta, onde sinceramente desejo que se adapte e continue prestando serviços à comunidade. Está no sangue, desde quando era um garoto artista de circo.

Claiton Selistre
Publisher, colunista e owner do Portal Making Of, é jornalista formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Foi diretor de Jornalismo por 25 anos da RBS TV, TVCom e Rádio CBN/Diário, além de coordenador do comitê editorial da RBS em Santa Catarina. Antes atuou na Rádio e TV Gaucha do grupo RBS e em redações de jornal, rádio e tv do grupo Caldas Jr. em Porto Alegre. Foi também repórter da na Sucursal do Jornal do Brasil. Planejou e Coordenou coberturas multimídia nas Copas do Mundo de Futebol na Alemanha, Argentina, Espanha, México, Itália, Estados Unidos, França e Japão/Coréia. Dirige a Making of há sete anos.
Mais notícias para você
Últimas notícias

Jesse Koz e Shurastey serão homenageados com pintura e dog park em BC

O influenciador Jesse Koz e o cão Shurastey, que morreram em um acidente de trânsito nos Estados Unidos, na...
.td-module-meta-info { font-family: 'Open Sans','Open Sans Regular',sans-serif; font-size: 14px !important; margin-bottom: 7px; line-height: 1; min-height: 17px; } .td-post-author-name { font-size: 14px !important; font-weight: 700; display: inline-block; position: relative; top: 2px; }