Fevereiro 13, 2017

A volta de Mário Motta e a espera de Faraco

Nesta semana, Mário Motta está voltando de férias de 30 dias para ocupar seus espaços na CBN Diário e RBS TV, a emissora do Grupo NC ainda não rebatizada. O apresentador é dos mais icônicos da casa e vai ajudar muito quando chegar a hora da transição. Enquanto isso, Mário, uma pessoa atenciosa com todos, deveria tirar um pouco de tempo para si e cuidar da forma física. Bom para viver melhor, importante para quem fica tanto tempo no vídeo. Conteúdo não é problema. 

Já Raphel Faraco substituiu Mário por alguns dias com muita desenvoltura. Bom domínio de câmera, segurança e simpatia. Se  tratar com profundidade e com mais rigor mais temas de interesse da comunidade, quando preciso, pode ter uma carreia bem consistente.

Raphel já teve oportunidade de trocar de emissora, mas preferiu ficar no Bom Dia e na reserva do Mário, do que titular em outro local. É uma opção para quem sabe esperar com paciência.

  • HD

Uma pesquisa informal com um equipamento portátil HD mostra que as emissoras de Florianópolis estão se estruturando para o corte do sinal analógico a partir de janeiro do ano que vem. Depois de Jurerê em direção ao Norte da Ilha, o sinal da RBS, RIC e SBT está adequado. Há sombras ainda, mas a engenharia terá tempo para ajustar. Band não foi sintonizada.

O Sinal HD  vai equilibrar oportunidades e alcance, pois hoje o SBT não tem canal analógico aberto na Capital.

A Rede Globo e Grupo NC largaram na frente com campanha forte sobre a futura sintonia. Está na hora das demais entrarem em campo  trabalhando seu novo número de canal. É hora do marketing.       

  • SKY X FOX

Foi uma "briga" pra não botar defeito entre a operadora Sky e a Fox, que tem o campeão de audiência "Walking Dead". Em disputa, cinco milhões de telespectadores. Motivo: a Fox disse que a Sky pagava pelo serviço menos do que se paga por uma xícara de café. Ela tirou do ar seus canais por quase uma semana e dava recados para seus assinantes ligarem para a SKY reclamando. Não deu outra: fizeram as pazes em bases não divulgadas.

No fundo tudo pareceu uma briga de comadres.

  • Google

Seis anos após ocupar o posto de marca mais valiosa do mundo, o Google retorna para a liderança do ranking Finance Global 500. Seu valor subiu 24% em 2016 (de US$ 88,2 bilhões para US$ 109,4 bilhões), enquanto a Apple caiu de US$ 145,9 bilhões para US$ 107,1 bilhões, o que fez a companhia descer uma posição. O Google deve a liderança ao serviço de busca, cuja receita de publicidade aumentou 20%, em 2016.

A fabricante do iPhone sentiu o peso do mercado chinês, mesmo lutando para manter sua vantagem tecnológica. A Amazon manteve o terceiro lugar no ranking e o valor da marca teve crescimento alto passando de US$ 69,4 bilhões para US$ 106,3 bilhões. A AT&T, que no ano passado ficou na sexta posição, agora ocupa o quarto lugar, que antes era ocupado pela Microsoft, que hoje aparece como quinto.    

  • O fim Gazeta

Em Curitiba é anunciado para março o fim da edição impressa do jornal Gazeta do Povo, o maior do Paraná, pertencente ao mesmo Grupo da RPC, afiliada em televisão da Rede Globo. De 150 mil exemplares diários caiu para 40 mil, sendo somente 1 mil vendido em bancas. Causa da débâcle, segundo blog JJ, Publicidade & Marketing: "Desmonte da estrutura jornalística e comercial pouco a pouco, saída de jornalistas e articulistas da melhor qualidade, bem como grande investimento no modelo digital - que não paga as contas."

A televisão RPC também está enxugando seus quadros e em janeiro fechou acordo para demitir 48 jornalistas. Recentemente, também fechou a emissora de TV  a cabo, demitindo todos os funcionários.

O modelo do Paraná não é inédito mais nos estados do Sul. O mercado jornalístico catarinense, por exemplo, entende que pelo menos dois jornais atualmente impressos ficarão só com as suas edições digitais, até a metade do ano.

  • Superbowl

O jogo vencido de virada pelos New England Patriotrs foi sensacional, os comerciais de TV bateram todos os recordes de preço e o show de intervalo de Lady Gaga foi espetacular. A cantora surgiu em cima de uma marquise e presa dois cabos, saltou para o meio-campo, fazendo piruetas. Tá certo que o som era playblack, mas ela manteve um pique  incrível de dança durante 15 minutos. No outro dia, qual foi destaque na internet em todo o mundo? A barriguinha de Gaga. Ela respondeu no Instagram: “ Eu queria dizer que estou orgulhosa do meu corpo... Eu poderia dar milhares de razões para... ter sucesso. Seja você,simplesmente você."

  • Opinião e informações

Este Portal publica semanalmente dezenas de reportagens, a grande maioria sobre inovações, ideias em desenvolvimento, novas contratações, produtos novos, sucessos comerciais e de marketing e também noticias sobre o mercado em geral. As vezes boas as vezes nem tanto. Notícia é uma coisa só, a interpretação depende de quem a lê.

Em outros espaços temos artigos assinados, como este que expressam a opinião do autor. Entendemos que o leitor deseja este conteúdo, pelo que observamos em nossas estatísticas.

  • Pensamento

"Jornalismo é publicar aquilo que alguém quer que não se publique. Todo o resto é publicidade". William Randolph Hearst 

Tags:
multimidia claiton selistre bastidores comunicação TV rádio jornal
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Claiton Selistre

Claiton Selistre

Jornalista formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, foi diretor de Jornalismo por 25 anos da RBS TV, TVCom e Rádio CBN/Diário em Santa Catarina. Antes atuou na  Rádio e TV Gaucha do grupo RBS e em redações de jornal, rádio e tv do grupo Caldas Jr. em Porto Alegre. Foi também repórter da na Sucursal do Jornal do Brasil. Planejou e Coordenou coberturas multimídia nas Copas do Mundo de Futebol na Alemanha, Argentina, Espanha, México, Itália, Estados Unidos, França e Japão/Coréia. Dirige a Making of há seis anos.

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!