18.6 C
fpolis
18.6 C
fpolis
quinta-feira, 26 maio, 2022

Alô, streamings e TV por assinatura, a gente quer mais respeito

Últimas notícias
Alô, streamings e TV por assinatura, a gente quer mais respeito
Helen McCrory, Richard Gere e Billy Howle em Mother Father Son/divulgação

Vou bater de novo nesta tecla porque está cada vez pior: TV por assinatura é terra de ninguém! Além de não renovarem a programação – muitos canais entraram em looping eterno, reprisando os mesmos programas/episódios há anos – os problemas técnicos aumentaram. A pandemia já não serve mais de desculpa, pois os estúdios voltaram a produzir.

Esta semana fiquei super animada quando descobri a inclusão da série Mother Father Son, no canal Starzplay, que assino à parte dentro do Prime Vídeo. Uma série com o Richard Gere e a Helen McCrory, produzida pela BBC ? Uau, que maravilha! Nos primeiros minutos já deu para perceber que a legenda não estava sincronizada e assim ficou até o final do episódio. Testei o segundo, idem. Impossível acompanhar. O pior de tudo é não ter onde reclamar.

Outra coisa que não sei se vocês notaram: cada vez mais os filmes disponíveis nos canais da Net são cobrados à parte. Não me refiro aos lançamentos, pois sempre foi assim. Agora, nem todos os filmes de acervo são gratuitos para assinantes. É o caso de rever se vale a pena continuar pagando caro pelo pacote completo e receber tão pouco.

Se você consegue acompanhar a série Mother Father Son sem legenda ou com legenda truncada, bom proveito. Depois você me conta porque tem cara de ser muito boa. Deixo aqui, outras sugestões.

_________________________________________________________________________

 

Filmes

The Man – direção: Charlotte Sieting – 2020 -Film&Arts

O canal Film&Arts tem um acervo pequeno de séries e filmes, mas são títulos europeus que fogem do comum. Este filme dinamarquês é um deles. Um artista plástico, no auge da fama, recebe contra vontade a visita do filho que mal conhece, Ele descobre que o rapaz também é artista, mas de rua. O pai, ególatra total, alguém a quem todos quem servir, despreza o grafiti e o filho. A hostilidade vira rivalidade entre os dois. Bons atores, bom texto. Um filme para quem gosta mais de filosofia que de ação.

 

Rocketman – direção: Dexter Fletcher – 2019 – Netflix

Não curto muito filmes biográficos de artistas que ainda estão neste mundo, mas os fãs de Elton John devem ter vibrado por essa produção ter chegado à Netflix.

(Sinopse oficial )A trajetória de como o tímido Reginald Dwight (Taron Egerton) se transformou em Elton John, ícone da música pop. Desde a infância complicada, fruto do descaso do pai pela família, sua história de vida é contada através da releitura das músicas do superstar, incluindo a relação do cantor com o compositor e parceiro profissional Bernie Taupin (Jamie Bell) e o empresário e o ex-amante John Reid (Richard Madden).

***

 

Séries

Ano 1790 –  três episódios – Suécia – Film&Arts

Séries de época estão na moda. Aqui, a trama é situada no final do século 18, quando a guerra entre Suécia e Rússia estava chegando ao fim. Mas o conflito é só o pano de fundo para histórias de investigação. O protagonista é Johan Gustav Daadh, um médico que voltou dos campos de batalha e acaba assumindo o cargo de delegado distrital. Ele começa a investigar os crimes locais, utilizando seus conhecimentos de medicina. Seu assistente é o oficial Simon Freund, um conservador com uma fé inabalável em Deus, com quem mantém fortes diferenças. Daadh é atraído pelos princípios da revolução francesa.Sua outra atração é a esposa do chefe, mas a relação é platônica. A primeira temporada tem dez episódios. Por enquanto tem apenas quatro no F&A, mas cada história tem começo, meio e fim.

 

O dono de Kingstown – 1ª temporada – Prime Vídeo

Uma série policial forte, com algumas cenas bem violentas, traz Jeremy Renner, conhecido pelo oscarizado Guerra ao Terror e por O legado Bourne, como protagonista. Ele é Mike, líder da poderosa família McClusky, que comanda a cidade inteira de Kingstown, uma pequena comunidade de Michigan. Eles comandam por baixo dos panos as prisões e, assim, tem acesso direto ao crime organizado, lucrando com várias negociações ilegais. Ao mesmo tempo, isso ajuda a manter uma certa “paz” entre criminosos e polícia.

_________________________________________________________________________

 

BÔNUS

 #CulturaEmCasa

Esta é a primeira plataforma de streaming e vídeo por demanda do país, criada com o objetivo de democratizar o acesso da população a conteúdos culturais e criativos de alta qualidade, não presentes em outras plataformas. #CulturaEmCasa reúne centenas de conteúdos inéditos das instituições culturais do Governo de São Paulo, além de conteúdos de outras instituições e de artistas e produtores independentes, com acesso 100% gratuito para o público. Novos conteúdos são acrescentados diariamente.

Música, literatura, gastronomia, teatro e, claro, cinema são algumas das ofertas da plataforma.

Entre os filmes disponíveis está Um porto seguro, exibido na 6ª Mostra de Cinema Chinês de SP , dirigido por Li Xiaofeng.

_________________________________________________________________________

THE END

*Fotos reprodução/divulgação

Brígida Poli
Jornalista, cinéfila desde criancinha e maníaca por séries de TV desde "Os Sopranos". Não se considera crítica de cinema, pois não consegue deixar o coração de lado na hora de avaliar um filme. Adora falar e escrever sobre o assunto e tenta chamar a atenção para as grandes obras cinematográficas que as novas gerações desconhecem. Concorda com o mestre Federico Fellini quando ele disse que "o cinema é um modo divino de contar a vida".
Mais notícias para você
Últimas notícias

Protocolado o pedido de reunião extraordinária da executiva do MDB

Pouco antes das 15h, desta quinta (26), chegou à executiva do MDB, na sede do Diretório Estadual, em Florianópolis,...
.td-module-meta-info { font-family: 'Open Sans','Open Sans Regular',sans-serif; font-size: 14px !important; margin-bottom: 7px; line-height: 1; min-height: 17px; } .td-post-author-name { font-size: 14px !important; font-weight: 700; display: inline-block; position: relative; top: 2px; }