Portal Making Of

Banco Itaú terá que pagar indenização para deputado estadual catarinense

No ano de 2013 o deputado estadual Ivan Naatz perdeu o filho William Naatz num acidente de moto na cidade de Michigan, nos Estados Unidos.

O rapaz já morava há pouco mais de um ano naquele país, mas antes de viajar para lá, o deputado tinha adquirido do Banco Itaú um cartão de crédito para William que prometia o pagamento de US$ 500 mil em caso de morte no exterior.

Com o falecimento do filho, Ivan Naatz fez a solicitação do seguro, conforme fora prometido na hora da contratação. Mas o Banco Itaú não fez o pagamento com a alegação de que a passagem de ida para os Estados Unidos deveria ter sido paga com o cartão adquirido.

Com isso, em 2015 a família ajuizou uma ação contra o banco pedindo indenização pelo não cumprimento do prometido. Na decisão de 1º grau, Naatz teve o pedido negado e recorreu ao Tribunal de Justiça de Santa Catarina.

No processo, a família alegou que as informações na página do Itaú eram insuficientes e inadequadas. Segundo o processo, as eventuais condições para o pagamento da indenização para o caso de morte acidental no exterior não eram claras e sustentou que William adquiriu a passagem aérea, num voo doméstico norte americano, até a cidade onde ocorreu o acidente.

Numa sessão presidida pelo desembargador Osmar Nunes Filho, o Banco Itaú foi condenado a pagar os US$ 500 mil, equivalente hoje a R$ 2,5 milhão, para a família do deputado estadual Ivan Naatz por entender que esse valor, conforme a publicidade para a aquisição do cartão, seria uma vantagem/ benefício somente por ter adquirido o cartão de crédito, independente de outras condicionantes.

Os colunistas são responsáveis por seu conteúdo e o texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal Making of.

Compartilhe esses posts nas redes sociais:

Leia mais